Alexandre Arruda/ Divulgação
Alexandre Arruda/ Divulgação

Liga Mundial começa com Bernardinho suspenso

Sem Bruno, o levantador Rapha ganhará chance como titular

Estadão Conteúdo

28 de maio de 2015 | 18h01

Símbolos da seleção brasileira de vôlei, o pai Bernardinho e o filho Bruno estão fora da estreia da equipe na Liga Mundial, contra a Sérvia, com jogos na sexta e no sábado, em Belo Horizonte (MG), no Mineirinho. O treinador cumpre suspensão de 10 jogos impostas pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB), enquanto o levantador não foi inscrito nesta rodada para ganhar uma folga após o fim do Campeonato Italiano.

No banco de reservas, no lugar de Bernardinho, estará o auxiliar Rubinho. O treinador, entretanto, garante que pouca coisa muda, uma vez que os dois já trabalham juntos há bastante tempo.

"Nós temos um grupo de trabalho e eu tenho pessoas ao meu lado que são extensão do que eu penso. Trabalhamos juntos. Então, a minha ausência não significa muita coisa. São profissionais qualificados, como é o caso do Rubinho, que estará no comando, e o Juba, que estará com ele. Ambos têm plenas condições de dar prosseguimento a esse trabalho", afirma Bernardinho.

Sem poder contar com Bruno, o treinador vai testar o levantador Rapha não apenas como titular da posição, mas também como capitão da equipe. "Ser o capitão de uma seleção tão vitoriosa como essa é incrível. É uma responsabilidade enorme, mas um orgulho sem tamanho. É uma emoção difícil de expressar. Sem dúvida, é um sonho sendo realizado."

Aos 35 anos e 23 jogos oficiais pela seleção, Rapha não é, nem de longe, o mais experiente do time. Afinal, o líbero Serginho, o Escadinha, está de volta à equipe, aos 39 anos, para fazer sua partida de número 160 pelo Brasil.

"Sei que tenho uma responsabilidade muito grande, mas no grupo temos outros atletas com o mesmo nível de responsabilidade. Vamos jogar para fazer uma boa estreia. Com certeza, ainda não teremos o ritmo desejado, mas é normal. Sem contar que a Sérvia é uma equipe jogueira, de muita habilidade e tem bons jogadores. Vamos começar já com um jogo difícil."

ABERTURA

A primeira divisão da Liga Mundial começou nesta quinta-feira com um jogo de alto nível. Atual campeã mundial, a Polônia recebeu a Rússia em Gdansk e venceu por 3 sets a 0, parciais 25/16, 25/17 e 25/20. Os dois times estão no Grupo B, que também tem EUA e Irã. O Brasil, no Grupo A, joga contra Sérvia, Itália e Austrália. Como dono da casa, já está classificado para a fase final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.