Liga Mundial de vôlei cancela jogos no Japão por temer radiação

Alemães, russos e búlgaros se recusaram a viajar ao país asiático para partidas em junho

ALASTAIR HIMMER - Reuters

12 de abril de 2011 | 08h37

Seis jogos da Liga Mundial de vôlei masculino que estavam programados para serem realizados no Japão foram transferidos para outros países por conta dos temores sobre a crise nuclear no país.

A Associação de Vôlei do Japão (JVA, sigla em inglês) disse nesta terça-feira que os jogos do Japão contra a Alemanha, Rússia e Bulgária, em junho, teriam de ser transferidos depois que seus adversários recusaram-se a viajar ao país.

O governo japonês elevou nesta terça-feira sua crise nuclear na usina danificada de Fukushima ao mesmo nível de Chernobyl depois do terremoto devastador e o tsunami que atingiram o país no mês passado.

O Japão iria enfrentar a Alemanha em 11 e 12 de junho, em Saitama, a Rússia nos dias 18 e 19, em Nagasaki, e a Bulgária nos dias 25 e 26 de junho, em Wakayama. Apenas Saitama, ao norte de Tóquio, deve estar em risco pelo vazamento de radiação da usina.

No entanto, autoridades do vôlei dos três países europeus estavam relutantes em assumir o risco e informaram a JVA e a entidade mundial do esporte FIVB de sua decisão. O Japão viajará aos respectivos países para disputar os jogos do Grupo B.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiJapãoLiga Mundialradiação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.