Lucarelli comemora título no Mundial Sub-23 de Vôlei

Depois de falhar no infanto-juvenil e no juvenil, a geração de Ricardo Lucarelli finalmente recolocou o Brasil no alto do pódio nas categorias de base de vôlei. Neste domingo, comandado pelo ponteiro da equipe principal, a seleção brasileira contou com o apoio da torcida para vencer o Mundial Sub-23, realizado em Uberlândia (MG). Na final, no Ginásio Sabiazinho, vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 2, parciais de 29/27, 15/21, 21/17, 19/21 e 15/13).

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 13h17

"A melhor parte é por termos vencido no Brasil e as pessoas assistirem de perto. Estou muito feliz. O que garantiu o título foi o conjunto. No momento em que um jogador não estava tão bem os outros supriram a necessidade", disse Lucarelli, do Sesi-SP, capitão do Brasil e eleito o melhor jogador da competição. O time ainda teve Matheus como melhor central e Kachel eleito na posição de líbero.

Esta foi a primeira vez que foi realizado um mundial da categoria até 23 anos. Esta mesma geração havia decepcionado nas idades inferiores. Foi quinta colocada no Mundial Sub-21 de 2011, no Rio, e sequer passou da primeira fase no Mundial Sub-19 de 2009, na Itália.

Além disso, o título no último dos seis mundiais de base realizados em 2013 encerra o maior jejum da história do vôlei brasileiro, que não vencia nada desde 2009 entre os mais jovens. Neste ano, o Brasil foi prata no Mundial Sub-20 e bronze no Sub-18 no feminino, além de ter terminado em segundo o Sub-21 masculino.

FEMININO - Sem contar com Gabi, de 19 anos, principal revelação do vôlei nacional nos últimos anos, a seleção feminina foi mal no Mundial Sub-23 de Tijuana, no México, também encerrado no domingo. Liderado por Ellen, do Osasco, o Brasil terminou apenas na sétima colocação. A China foi campeã, assim como já havia acontecido nos demais mundiais de base no feminino.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiMundial Sub-23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.