Arquivo/AE
Arquivo/AE

Mari diz que desafio do Brasil é manter o alto nível

Jogadora da seleção brasileira afirma que o grupo, renovado, tem um grande futuro pela frente

28 de setembro de 2009 | 20h11

Após a conquista dos Jogos Olímpicos de Pequim, no ano passado, a seleção brasileira feminina de vôlei se tornou a equipe a ser batida no cenário internacional. No entanto, até agora, ninguém conseguiu superar este desafio. Em 2009, o Brasil conquistou as cinco competições que disputou: Torneio de Montreux, na Suíça, Copa Pan-Americana, nos Estados Unidos, Torneio Classificatório para o Mundial 2010, em Minais Gerais, Grand Prix, na Ásia, e o Final Four, no Peru.

De acordo com a meio-de-rede Mari, uma das jogadoras mais experientes do grupo, manter o alto nível é um constante desafio.

"Este ano está sendo bem diferente, porque depois que fomos campeãs olímpicas passamos a ter o desafio de manter o mesmo nível. E o grupo, apesar de contar com muitas jogadoras novas, está conseguindo garantir as vitórias, e já deu para perceber que tem um grande futuro pela frente", declarou.

O time se prepara agora para estrear no Campeonato Sul-Americano, em Porto Alegre, na próxima quarta-feira contra o Paraguai, às 19h30. Segundo Mari, a equipe está muito motivada.

"Independente de o campeonato ter ou não o glamour de uma Olimpíada, queremos sempre fazer bonito para conquistarmos mais uma vitória. E neste Sul-Americano principalmente, por estarmos jogando no Brasil, com o apoio da torcida", assinalou.

A competição terá como principal atração o retorno da ponta Paula Pequeno à seleção, recuperada após passar por uma artroscopia no joelho esquerdo. O vencedor do torneio garante vaga na Copa dos Campeões, em novembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.