Alexandre Arruda/Divulgação
Alexandre Arruda/Divulgação

Marlon admite que ainda não está totalmente recuperado

Levantador sofreu com uma grave inflamação estomacal durante o último Mundial de vôlei

NATHALIA GARCIA - estadão.com.br,

27 de outubro de 2010 | 13h10

SÃO PAULO - Este ano foi especialmente difícil para Marlon, que precisou de muita força de vontade para superar uma grave inflamação estomacal durante o último Mundial masculino de vôlei. O levantador da seleção brasileira admite que ainda não está totalmente recuperado, mas prevê sua evolução.

"Não estou 100%, preciso engordar mais três quilos. Eu me senti bastante fraco no Mundial, tinha perdido cinco quilos, mas agora meu organismo está funcionando normalmente e já me sinto à vontade para treinar", disse.

O jogador foi diagnosticado com uma doença crônica chamada colite ulcerativa e não pode atuar nas duas primeiras fases da competição. Empenhado no tratamento e driblando a fraqueza, Marlon colaborou para vitória por 3 sets a 0 do time de Bernardinho sobre a seleção de Cuba na decisão do Mundial, em 10 de outubro.

O levantador inclusive brincou com os companheiros de equipe durante a final sobre sua condição física. "Vamos ganhar agora, que eu não sei se aguento jogar o quarto set", descontraiu.

Ainda utilizando medicamentos, Marlon espera dar continuidade à sua recuperação para poder ajudar o Minas - clube que voltou a defender na temporada 2010/11 - na estreia da Superliga contra o Medley/Campinas em 14 de dezembro, às 21 horas, na Arena Vivo, em Belo Horizonte.

Atualizado às 14h47 para correção de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.