Medley/Banespa poupa jogadoras contra o São Caetano

O Medley/Banespa entrará em quadra com uma formação bastante diferente para encarar o São Caetano/Blausiegel na noite desta terça-feira no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul. Com a meta de terminar a fase classificatória na quarta colocação próxima de ser alcançada, o técnico Alê Rivetti vai poupar a ponteira Ciça e a central Renata, que se recuperam de contusões. A levantadora Kátia, com princípio de pneumonia, e a meio-de-rede Paula, às voltas com uma virose, também não reúnem condições de jogo e foram vetadas."São tantos desfalques que ainda não sei com quem começar", admitiu Rivetti, que deixou a definição do time para horas antes da partida, cujo início está marcado para as 19h30. Os treinos desta segunda-feira e o último apronto de terça é que serviriam de base para o treinador. Nem mesmo a substituta de Kátia, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sidney em 2000 e recém-contratada depois de uma passagem de seis anos pelo voleibol europeu, está confirmada. Luciana, titular no início do campeonato, e a juvenil Nanda, que vem aproveitando as oportunidades, disputam a posição.Rivetti reconhece o destacado favoritismo do São Caetano/Blausiegel, que poderá até contar pela primeira vez com Sheilla, Fofão e Mari, medalhistas de ouro na Olimpíada de Pequim e reforços de peso do clube do ABC para a temporada. "Nosso foco foi sempre ficar entre os quatro semifinalistas e estamos conseguindo manter a vantagem sobre os adversários diretos na luta pela quarta posição. Para nós, este será apenas mais um jogo, que pretendo aproveitar para dar mais experiência às juvenis e rodagem às meninas que costumam ficar no banco de reservas", explicou. "Mas vamos fazer a nossa parte, ou seja, dar o melhor possível e tentar a vitória."No último sábado, o Medley/Banespa não resistiu ao poderio do líder invicto Pinheiros/Mackenzie e perdeu por 3 a 1 em seu ginásio na Avenida Santo Amaro, no Brooklyn (Zona Sul da capital paulista). Apesar da derrota, Rivetti gostou da apresentação de suas comandadas. "Fizemos um jogo dentro do esperado. No segundo set, colocamos as juvenis Tia e Mari e elas responderam muito bem, tanto que vencemos a parcial. Foi importante também para estudar novamente a forma de atuação do Pinheiros/Mackenzie, que poderá ser nosso adversário nas semifinais."No mesmo horário, Finasa/Osasco e São José/Valesul jogam em Osasco; na quarta-feira, o Pinheiros/Mackenzie recebe o Vôlei Futuro, de Araçatuba, às 20h30, enquanto o Carmen Steffens viaja de Franca para enfrentar o Taboão, a partir das 20 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.