Alexandre Arruda - 23/03/2012
Alexandre Arruda - 23/03/2012

Minas derrota RJX com amplo domínio e força realização do terceiro jogo da semifinal

Com grande atuação de Lucarelli e apática exibição da equipe carioca, time mineiro vence por 3 a 0 e decide vaga na próxima terça-feira, no Maracanãzinho

O Estado de S. Paulo

30 de março de 2013 | 23h31

São Paulo - Jogando muito bem, o Minas Tênis superou uma apática versão do RJX na Arena Vivo, em Belo Horizonte, por 3 a 0, neste sábado, e forçou a realização do terceiro e último jogo da série semifinal da Superliga, que será na próxima terça-feira, no Maracanãzinho. As parciais foram 25/21, 27/25 e 25/20.

O Minas Tênis entrou mais ligado e levou a melhor no primeiro set, beneficiado por 12 erros do adversário, que só concedeu quatro pontos em falhas ao RJX.Com boa recepção, o levantador Marcelinho Elgarten pôde jogar com o central Henrique, autor de quatro pontos. Ele foi o maior pontuador da primeira parcial, ao lado de Lucarelli, também do Minas, e de Dante, que teve performance apagada no jogo do Maracanãzinho, há uma semana.

Lucão, maior pontuador do RJX, não marcou um ponto sequer na primeira parcial, que terminou com vitória do Minas por 25 a 21.

A recepção do RJX melhorou bastante no segundo set. Errando menos no saque, o time carioca equilibrou a partida e parecia prestes a vencer a parcial quando abriu 21 a 18. Lucarelli rodou ao acertar um ataque, e foi para o saque. Em ótima sequência no serviço, ele permaneceu lá até a equipe virar e abrir (23 a 21).

O RJX conseguiu equilibrar a partida novamente, mas Filip manteve o Minas no páreo, marcando cinco pontos na parcial. Após um ataque do checo, Da Silva, herói do RJX no tie-break do primeiro jogo, errou uma cortada, decretando a vitória do time de Belo Horizonte.

No terceiro set, o domínio mineiro se acentuou. Percebendo que o time não funcionava, o técnico Marcelo Fronckowiak, do RJX, trocou o levantador Bruninho por Guilherme e sacou o central Lucão, que jogou muito mal, dando chance a Ualas. Mas não adiantou. O Minas continuou jogando muito bem, com Marcelinho muito perspicaz na distribuição de jogadas. Lucarelli, maior pontuador da partida, com 14 pontos, esteve perto da perfeição.

Na próxima terça-feira, o Minas vai batalhar pelo sonho de disputar uma final mineira. Mesmo que isso ocorra, a decisão será no Maracanãzinho.

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Superligavôleivoleibol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.