Divulgação
Divulgação

Minas vence Praia Clube e vaga na final da Superliga será definida no 3º jogo

Equipe vira para 3 a 1 e decisão será na segunda-feira

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2016 | 18h15

Após perder o primeiro jogo da semifinal da Superliga Feminina de Vôlei, o Minas Tênis Clube venceu o Praia Clube neste sábado por 3 sets a 1, com parciais de 21/25, 25/17, 25/22 e 25/22, e levou a decisão de uma vaga para a terceira partida desta série.

O terceiro jogo acontece em Uberlândia, no ginásio do Praia Clube, às 21 horas da próxima segunda-feira. No mesmo dia, mas às 18h30, Vôlei Nestlé, de Osasco, e Rexona-Ades, do Rio de Janeiro, definem a outra vaga na decisão.

A vitória do Minas não custou barato neste sábado, pois o Praia entrou em quadra disposto a definir a vaga e fechou o primeiro set com o placar de 25/21. Na segunda parcial, entretanto, os donos da casa conseguiram devolver com um ótimo 25/17.

O que se seguiu foram dois sets bastante equilibrados. Na terceira parcial da partida, o Minas abriu boa vantagem novamente, deixou o Praia Clube encostar, mas saiu com o placar de 25/22. O mesmo aconteceu na parte final do duelo, mas as donas da casa conseguiram manter a vantagem e asseguraram a vitória com novo 25/22 - a primeira em sete jogos entre as duas equipes na temporada 2015/2016.

VÔLEI NESTLÉ NA BRONCA

Na manhã deste sábado, o Vôlei Nestlé divulgou uma nota oficial reclamando de uma suposta comemoração de um juiz de linha no ponto final da vitória do Rexona-Ades na noite de sexta-feira.

O clube paulista exigiu o posicionamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) por conta de um gesto com a mão do juiz Anésio Leão captado pelas câmeras de televisão. "Uma atitude como esta, em um jogo decisivo, gera suspeitas e coloca em dúvida a credibilidade da competição", escreveu.

Tudo o que sabemos sobre:
Superliga Feminina de Vôleivôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.