João Pires/Divulgação - Vipcomm
João Pires/Divulgação - Vipcomm

Nenhuma supresa na rodada de terça-feira da Superliga feminina

Vôlei Futuro só teve dificuldades no primeiro set contra equipe de São Bernardo

07 de fevereiro de 2012 | 22h37

SÃO PAULO - No melhor jogo da rodada da Superliga feminina, o Vôlei Futuro, de Araçatuba, derrotou o BMG/São Bernardo por 3 a 0, mantendo a vide-liderança da competição. No primeiro set, o time da casa levou a melhor por 32 a 30. Nas outras parciais, levou a melhor por 25/17 e 25/19. "Cometemos alguns erros no primeiro set, mas mesmo assim conseguimos vencê-lo. Nos outros dois conseguimos encaixar o nosso jogo e vencemos com mais tranquilidade", disse a meio-de-rede Carol Gattaz.

Em Osasco, o Sollys derrotou o fraco Rio do Sul por 3 a 0, com parciais de 25/21, 25/19 e 25/13. A norte-americana Destiny Hooker, contratada a peso de ouro pela equipe paulista, aproveitou a fraca resistência de uma das piores equipes da Superliga para fazer sua melhor partida no Brasil. Ela foi a maior pontuadora da equipe, com 14 pontos. "Este foi o primeiro jogo em que estive mais solta e me senti muito bem e também entrosada com toda a equipe. Com o ritmo dos treinamentos e partidas, o entrosamento com as minhas companheiras de time melhora cada vez mais. Elas estão me ajudando bastante e a tendência é de que a minha atuação melhore a cada jogo".

Outra equipe que teve vida fácil na rodada desta terça-feira foi a Unilever, líder da competição com 11 vitórias e uma derrota. O time do Rio passou pelo Mackenzie/Cia do Terno por 3 a 0, com parciais de 25/21, 25/20 e 25/20.

Outros resultados: Minas 3 x 2 Macaé (25/14, 25/21, 19/25, 24/26 e 15/11) e Pinheiros 1 x 3 Praia Clube/Uberlândia (21/25, 26/24, 21/25 e 24/26).     

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.