Opostos brigam por título inédito na Superliga

A Cimed joga em Florianópolis e tem chance de empatar a série decisiva da Superliga Masculina de Vôlei, que o Telemig celular/Minas lidera por 1 a 0. O segundo jogo do playoff melhor-de-cinco será nesta quinta-feira, às 19h15 (com SporTV). Para dois estreantes em finais, como os opostos Leandro, de Minas, e Bob, da Cimed, a vantagem no playoff é um passo até um título inédito.O oposto Leandro, de 23 anos e 2,11 m, jogou, na Unisul, ao lado de Bruninho, Rafinha, Vinícius e Bruno Zanuto, que hoje estão na equipe rival. ?É minha sexta Superliga e pela primeira vez estou numa final. Mas é claro que quero mais", afirma o jogador, que não espera a mesma moleza da primeira partida, vencida por 3 a 0. "Sabemos que o primeiro jogo foi atípico. A Cimed não rendeu o que costuma render e nós fizemos bem a nossa parte?, diz.O atacante foi o maior pontuador do primeiro jogo, com 18 pontos, e joga a responsabilidade para a Cimed. ?A torcida fará a parte dela em Florianópolis, mas é importante fazermos a nossa. A pressão ficará do lado deles, que têm de garantir a vitória em casa.?Já o oposto Robson de Fazio, o Bob, de 27 anos e 2,08 m, da Cimed, vive um momento diferente comparado ao da última temporada, em que atuou pela Intelbrás/São José. ?Lá, fiz uma boa Superliga, pela quantidade de bolas que decidia. Na Cimed, prevalece a qualidade. É meu melhor momento. Nunca fiz uma final. E, juntamente com o time, chegamos de forma merecida.?

Agencia Estado,

13 de abril de 2006 | 09h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.