Osasco e Rexona decidem segundo turno da Superliga

Após quebrar a invencibilidade do Rexona-Ades na última quinta-feira, o Finasa/Osasco entra em quadra neste domingo como favorito na decisão do segundo turno da Superliga feminina de vôlei. A partida decisiva entre as duas equipes acontece às 14h30, no ginásio Prof. José Liberatti, em Osasco (SP).O Osasco, vice-líder na classificação geral da competição, com 20 pontos (nove vitórias e duas derrotas), venceu todas as partidas que disputou na segunda parte do torneio e conseguiu uma excelente vitória fora de casa sobre o Rexona na última quinta, por 3 sets a 0 (25/21, 26/24 e 25/18). Agora, para fechar o ano com chave de ouro, busca o título do turno."Apesar da vitória na última partida, ainda não ganhamos nada. O Rexona-Ades é uma equipe muito difícil de ser superada. Prova disso foi que só perdeu no último jogo do segundo turno. Ganhamos porque entramos focadas. Se sacarmos, defendermos e bloquearmos bem, como no último confronto, podemos conseguir uma nova vitória", afirmou a oposto Lia, que no último jogo ganhou a posição da jovem Natália.Pelos lados do Rexona o clima é de ansiedade. A equipe não perderá a liderança geral da Superliga (tem 23 pontos, com 11 vitórias e um resultado negativo) mesmo se for derrotada, mas não quer ser superada pela principal rival duas vezes consecutivas."Será um jogo difícil em São Paulo e daremos a volta por cima. Nosso time tem potencial. Temos de nos concentrar bem e mostrar nosso trabalho", disse a meio-de-rede Fabiana.ESTRELAS - Além do clima de decisão, a partida deste domingo tem como atração a presença em quadra de seis medalhistas de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim e outras atletas que já integraram em diversas oportunidades a seleção brasileira.O Osasco, do técnico Luizomar de Moura, tem o elenco considerado o mais forte do campeonato. Além das quatro jogadoras que estiveram na capital chinesa (Paula Pequeno, Thaisa, Sassá e Carol Albuquerque), conta com Natália, que disputou a última Copa do Mundo, e a líbero Camila Brait, que tem se destacado no segundo turno com grandes defesas.Já o Rexona, comandado pelo treinador Bernardinho, entra em quadra com as medalhistas na China Fabiana e Fabi. No time titular, ainda se destacam Joycinha, melhor jogadora do primeiro turno, Carol Gattaz e Érika, três atletas constantemente presentes na convocações feitas por José Roberto Guimarães.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.