João Pires/Fotojump
João Pires/Fotojump

Osasco estreia com derrota por 3 a 0 em torneio internacional

Terceiro colocado na Superliga foi superado pelo Volero Zurich, e precisa da vitória neste domingo para alcançar a semifinal

O Estado de S. Paulo

27 de dezembro de 2014 | 18h46

 Mal na Superliga, com duas derrotas em sets diretos para Rexona e Sesi, o Molico/Nestlé, de Osasco, estreou mal no torneio Top Volley, tradicional torneio de fim de ano disputado na Suíça. A equipe paulista foi superada pelo Volero Zurich, neste sábado. As parciais foram 25/17, 25/16 e 25/15. Neste domingo, o time comandado por Luizomar de Moura necessita da vitória sobre o Partizan Belgrado para avançar à semifinal. Na rodada de abertura, a equipe sérvia também perdera para o Zurich.

A capitã Thaisa avalia que Osasco jogou com pouca inteligência. "Enfrentamos demais o bloqueio e não pensamos para fazer as jogadas. Além disso, não conseguimos pressionar o adversário com o nosso saque. Agora é retomar e obrigatoriamente fazer um jogo melhor para conseguirmos a classificação".

Luizomar espera ver uma titude mais positiva no segundo jogo da fase de grupos. "Estamos atuando abaixo do que podemos e essa instabilidade nos preocupa porque sabemos do potencial que temos. Algumas jogadoras estão com problemas físicos, mas isso não serve de desculpa e precisamos atuar melhor. Acredito que esse momento difícil é passageiro e tenho total confiança na equipe. Queremos reagir ainda nesta competição e se a equipe focar e tiver mais atitude podemos fazer um grande resultado neste domingo. Esperamos reverter essa má atuação em coisas positivas para a continuidade do torneio".


O treinador fez diversas alterações na equipe, cujo ataque só funcionou a contento pelo meio de rede, com Thaisa, maior pontuadora da partida (13), e Adenízia.

A partida deste sábado começa às 10h30, com transmissão pela ESPN.

No outro grupo, o Odintsovo, da Rússia, perdeu para o Galatasaray, da Turquia, por 3 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiMolico/NestléThaisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.