Ricardo Bufolin / ECP
Ricardo Bufolin / ECP

Osasco, Praia, Flamengo e Minas ganham a 3ª e seguem 100% na Superliga Feminina

Osasco Audax derrota o São Paulo/Barueri, do técnico Zé Roberto, por 3 sets a 0

Redação, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2020 | 01h10

No principal jogo da terceira rodada da Superliga Feminina, o Osasco Audax conseguiu manter os 100% de aproveitamento ao derrotar o São Paulo-Barueri por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/20 e 25/21. A equipe é uma das cinco invictas na competição, ao lado de Praia Clube, Minas e Sesc RJ Flamengo, que também triunfaram nesta terça e do Sesi-Bauru, que atou na segunda.

Osasco e São Paulo já haviam se encontrado nesta temporada, nas semifinais do Campeonato Paulista. E como naquela oportunidade, quando ganhou os dois jogos, o time dirigido por Luizomar voltou a se dar melhor nesta terça-feira. A levantadora Roberta ganhou o prêmio de melhor jogadora do duelo, realizado em Barueri, com a ponteira Tainara sendo a maior pontuadora do confronto, com 15 acertos.

Ainda sem perder sets na Superliga, o Praia Clube, como visitante, fez 3 a 0 no São Caetano, massacrado com parciais de 25/9, 25/10 e 25/10. A central Jineiry Martinez foi escolhida a melhor do duelo, com a oposta Brayeliin Martinez e a ponteira Anne Buijs sendo as maiores pontuadoras do confronto, com nove pontos cada.

Em São Paulo, o Sesc RJ Flamengo superou o Pinheiros, na capital paulista, por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/14 e 27/25. Assim, conseguiu triunfar mesmo com as ausências de Fabíola, Sabrina e Roberta, com coronavírus, além de Lorenne, Ariele, Camila e Natinha, lesionadas.

"Não esperávamos uma vantagem tão grande. Conseguimos impor nosso ritmo desde o início, com um bom saque. E elas acabaram acionando muito pouco as centrais, o que nos ajudou bastante. Fico feliz com o reconhecimento e o troféu, mas não foi uma boa atuação só minha. Foi uma vitória do conjunto", comentou a levantadora Juma, eleita a melhor jogadora do duelo.

Fora de casa e de virada, o Minas derrotou o Curitiba por 3 sets 1, com parciais de 21/25, 25/15, 25/14 e 25/21. A central Thaísa foi a principal pontuadora do duelo, com 20 pontos, sendo oito em bloqueios, e foi eleita a melhor jogadora em quadra. Já Milena e Ivna Colombo fizeram 13, cada, para a equipe paranaense.

A partida, porém, não foi fácil para o Minas. Perdeu um equilibrado primeiro set, dominou os dois seguintes, quando melhorou o seu desempenho defensivo e nos contra-ataques, mas precisou reagir no quarto, quando chegou a estar perdendo por 10/5, para evitar o tie-break.

O Sesi-Bauru também está com 100% de aproveitamento, pois fez 3 a 1 no Fluminense, que ainda não ganhou, na segunda-feira. E no outro jogo desta terça, o São José do Pinhais venceu pela primeira vez no torneio ao bater o Brasília, fora de casa, por 17/25, 25/20, 26/24 e 25/17.

PRÓXIMA RODADA

A 4.ª rodada da Superliga começa na sexta-feira com os jogos São José dos Pinhais x Osasco (17h), Sesi-Bauru x São Paulo-Barueri (19h), Praia Clube x Pinheiros (19h30) e Minas x Fluminense (21h30). No sábado, a jornada será concluída com Brasília x São Caetano (17h) e Sesc-Flamengo x Curitiba (19h).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.