Alexandre Arruda/CBV
Alexandre Arruda/CBV

Osasco supera Brasília e, com 27 vitórias seguidas, bate recorde no vôlei brasileiro

Equipe possui a maior série invicta na história do vôlei nacional

O Estado de S. Paulo

20 de março de 2014 | 23h56

OSASCO - O Osasco entrou para a história do vôlei feminino brasileiro. Nesta quinta-feira, a equipe bateu o Brasília por 3 sets a 0 no primeiro jogo das quartas de final da Superliga e chegou a 27 vitórias consecutivas, a maior série invicta da história do vôlei nacional, quebrando o recorde do extinto Leite Moça, que venceu 26 jogos seguidos na temporada 1995/1996 e conquistou a Superliga de maneira invicta.

"Eu fico muito feliz com essa marca. Acho que começamos a temporada desacreditadas e longe de sermos as favoritas. Somos um grupo de amigas e que realiza um trabalho coletivo excelente, com todas se ajudando. Por tudo isso é que estamos conseguindo superar os rivais que iniciaram o campeonato como favoritos e fazer essa ótima campanha. Não é fácil conquistar 27 vitórias seguidas e estou muito contente com esse recorde, porém, o nosso foco é o título e não vamos deixar de lado nosso objetivo principal", comentou Thaisa, maior pontuadora da partida com 12 pontos.

A equipe da Grande São Paulo não teve dificuldades para vencer a partida e dava mostras, desde o início do jogo, que estava jogando sem maiores responsabilidades. E foi realmente o que aconteceu, já que as parciais foram de 25/12, 25/14 e 25/14. Apesar do placar bastante tranquilo e do recorde, o clima no Osasco não era de comemoração e sim de concentração para a sequência do campeonato. "Precisamos seguir com o pé no chão e sabendo que elas virão com alguma estratégia diferente para tentar vencer a nossa equipe. De qualquer forma estamos preparadas porque o nosso time é muito consciente e focado no objetivo traçado", completou a central do Osasco e da seleção brasileira Thaisa.

Com 1 a 0 de vantagem na série quartas de final, o Osasco precisa de mais uma vitória para se garantir nas semifinais da Superliga. O próximo jogo entre as equipes está marcado para o dia 27 de março no ginásio Sesi Taguatinga, no Distrito Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.