Pinheiros e Suzano estudam parceria

O Pinheiros mantém 1.500 atletas em 17 modalidades olímpicas - grande parte deles em categorias de base. Para estimular o aparecimento de estrelas, como Gustavo Borges, dono de três medalhas olímpicas, lança mão dos "espelhos", equipes e atletas de elite. Nessa linha, o clube planeja formar um time adulto masculino de vôlei - se possível, competitivo -, para o Paulista e a Superliga na próxima temporada. A saída para assegurar um investimento anual alto - cerca de R$ 2 milhões, em times de ponta - pode ser uma parceria com o Esporte Clube União (ECUS) Suzano, do técnico Ricardo Navajas.Os dirigentes do Pinheiros e do Suzano confirmam que têm conversado, mas garantem que o processo só começou. O ECUS tem vaga no Paulista e na Superliga. O Pinheiros, que mantém uma equipe feminina forte, com o apoio da Blue Life, tem 37 jogadores no vôlei masculino, nas categorias mirim, infantil, infanto e juvenil. "Sempre fizemos o trabalho de formação, mas o custo de um time adulto é muito alto", diz Antônio Bernardino dos Santos, o Dininho, diretor de Vôlei do clube.O presidente Sergio Fuchs Calil confirma que, no clube, a principal preocupação é formar atletas. "Mas o ?espelho? é um estímulo muito forte." Quando contratou Gustavo Borges, (trouxe também a judoca Vânia Ishii, ouro no Pan de Winnipeg, em 1999), Calil disse que a estratégia de marketing incluía outras estrelas - no caso do vôlei, um time adulto competitivo.O problema é conseguir um bom patrocinador. Os recursos do Pinheiros são insuficientes para montar um time forte. Suzano, que sobreviveu ao início da temporada graças a uma poupança, só tem o modesto apoio da Tagifor, que não sabe se será renovado. "Poderíamos somar os investimentos e montar um time competitivo, mas faltaria o patrocinador", diz Navajas. "A Prefeitura de Suzano quer que o time represente a cidade nos Jogos do Interior e nos Jogos Abertos." No caso de acordo com o Pinheiros, o time poderia revezar o mando dos jogos. "Teríamos duas sedes."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.