Pitágoras/Praia Clube/Futel fatura a Liga Nacional feminina

Time mineiro bate na final a Cativa/Pomerode-ADP, de Santa Catarina, por 3 sets a 0 ( 25/12, 25/20 e 25/18)

Redação,

01 Setembro 2008 | 16h01

O Pitágoras/Praia Clube/Futel, de Minas Gerais, conquistou neste domingo o torneio feminino da Liga Nacional 2008 de vôlei. Na decisão, o time venceu a Cativa/Pomerode-ADP, de Santa Catarina, por 3 sets a 0, com parciais de 25/12, 25/20 e 25/18. Veja também:  Lupo/Náutico conquista a Liga Nacional 2008 de vôlei O técnico Spencer Lee comandou a festa das jogadoras, que terminou com uma volta olímpica na quadra do ginásio Marista da Faculdade Católica do Ceará, em Fortaleza. Considerada a melhor jogadora da decisão, a capitã do Pitágoras/Praia Clubve/Futel, Luisa, levou o Troféu Jangadas do Ceará. A terceira colocação na Liga Nacional ficou com a FURB/FMD/BluVôlei, também de Santa Catarina, que derrotou o Clube Fênix de Rio Verde (GO) por 3 a 1 (25/23, 25/22, 20/25 e 25/20). O Pitágoras/Praia Clube/Futel chegou ao título da competição com uma derrota em cinco partidas. Com a classificação assegurada para disputar a próxima Superliga, o representante mineiro espera agora conseguir o apoio necessário para disputar a competição. "Nosso projeto está bem encaminhado. Chegando lá, vamos tentar fechar com as empresas. O objetivo era garantir a vaga e foi alcançado", garantiu o diretor-adjunto do departamento de vôlei do Praia Clube, André Luis Lelis. FELICIDADE Spencer Lee beijou várias vezes sua medalha de ouro. Orgulhoso de sua equipe, ele fez questão de elogiar suas comandadas. "Quando a gente traça um objetivo lá atrás, há 90 dias, e no final tudo dá certo, vem a sensação de que todo o planejamento foi atingido. A Liga Nacional é muito competitiva. Ao conquistarmos este título, concluo que somos hoje a 11.ª equipe do Brasil, já que as dez primeiras são as que disputam a Superliga. Credito este resultado ao esforço das atletas, que cumpriram os objetivos. O que nós, da comissão técnica fazemos, é propor. Este grupo é maravilhoso, e eu amo cada uma dessas meninas", ressaltou o técnico do time mineiro. Depois de um período de afastamento para ter o filho Murilo, hoje com dois anos, a capitã do Pitágoras/Praia Clube/Futel, Luisa, já tem um lugar especial para colocar o Troféu Jangadas do Ceará. "Esse título foi obtido com muita união. Nos momentos difíceis que passamos tanto na semifinal, como nessa decisão, uma ajuda a outra", destacou Luisa. Soraia, ex-Rexona, teve uma participação decisiva na semifinal e na decisão do título. Bastante acionada, ela pouco errou. De malas prontas para a Itália - sua viagem está marcada para o próximo dia 4 - sentiu-se com o dever cumprido. "O mais importante foi saber que consegui ajudar o Praia Clube a atingir seu principal objetivo. Espero que, agora, o time ganhe apoio", afirmou a atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.