Daniel Zappe/ CBV
Daniel Zappe/ CBV

Renan celebra primeira vitória na seleção de vôlei e elogia atuação de novatos

'Temos muito a melhorar ainda, mas foi bacana a chance de ver os garotos', disse o treinador

Estadão Conteúdo

03 de junho de 2017 | 17h46

A primeira vitória da seleção brasileira masculina de vôlei sob o comando de Renan Dal Zotto saiu. Após perder na última sexta-feira da Polônia, na estreia do treinador e da equipe na Liga Mundial, o time passou pelo Irã por 3 a 1, com algumas novidades, sendo a principal delas a escalação do líbero Thales no lugar de Tiago Brendle. Além dele, Otávio e Rodriguinho também receberam chances. E Renan destacou a importância da atuação desses jogadores no triunfo em Pesaro, na Itália.

"Temos muito a melhorar ainda, mas foi bacana a chance de ver os garotos, como Thales e Otávio, que começaram jogando, e Rodriguinho, que entrou ao longo da partida. Todos foram muito bem. Estamos tentando colocar todos em jogo", comentou Renan.

A vitória, porém, não foi conquistada com facilidade, tanto que os iranianos ganharam o primeiro set. Após a virada, Renan garantiu que já imaginava um confronto complicado e exaltou a mudança de comportamento da equipe a partir da segunda parcial, passando a atuar com mais paciência.

"Já sabíamos que seria um jogo extremamente complicado. O time do Irã não deixa a bola cair. Eles jogam com velocidade, têm um ataque mais baixo, tocam em muitas bolas, saque forçado, então é um jogo onde temos que ter muita paciência. E nós começamos fazendo o contrário. A partir do segundo set começamos a cadenciar mais, o jogo entrou e fizemos uma boa partida", avaliou o treinador.

Maior pontuador da partida, com 27 acertos, Evandro apontou a importância de a equipe conquistar vitórias no início do trabalho de Renan. "É o início de um ciclo olímpico, início do trabalho do Renan, estamos treinando muito bem, embora esteja faltando ritmo de jogo por não termos tido a oportunidade de fazer nenhum amistoso antes da estreia. Acredito que esse resultado de hoje vai dar uma moral a mais para a equipe. Temos muitos jogos pela frente ainda nessa fase classificatória para ganhar ritmo, confiança e chegarmos bem na fase final", comentou.

A seleção brasileira volta a jogar neste domingo, novamente na Itália, desta vez contra os próprios donos da casa. Como será anfitrião da fase final, em Curitiba, na Arena da Baixada, o Brasil já está classificado para a fase final da Liga Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
VôleivôleiRenan Dal ZottoEvandro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.