Daniel Zappe/ CBV
Daniel Zappe/ CBV

Renan convoca nove finalistas da Superliga para seleção de vôlei

Vice-campeão Sesi-SP teve seis jogadores chamados e o Cruzeiro, os outros quatro

Estadão Conteúdo

07 Maio 2018 | 19h26

Um dia após o Sada Cruzeiro superar o Sesi-SP na decisão da Superliga Masculina de Vôlei, o técnico da seleção brasileira, Renan Dal Zotto, anunciou a convocação de mais 11 jogadores visando a preparação para as competições que a equipe disputará esse ano. E nove deles pertencem aos finalistas do torneio nacional.

+ Em duelo emocionante, Cruzeiro bate o Sesi e conquista o hexa da Superliga

+ Em despedida, Leal vibra com mais um título do Cruzeiro na Superliga

Renan chamou seis jogadores do vice-campeão Sesi-SP, casos do levantador William, do central Lucão, dos ponteiros Douglas Souza e Lipe, do oposto Alan e do líbero Murilo. Já do Cruzeiro, o treinador convocou o oposto Evandro, o central Isac e o ponteiro Rodriguinho.

Além disso, Renan também chamou os ponteiros Léozinho, do JF Vôlei, e Victor Birigui, do Vôlei UM Itapetininga. Eles vinham treinando como convidados, mas agora elevaram o status, pois farão parte do grupo principal da seleção masculina de vôlei.

Os jogadores de Cruzeiro e Sesi-SP que foram convocados ainda terão uma semana de descanso, só se juntando aos jogadores que já treinam em Saquarema (RJ) no próximo domingo.

Já estão treinando com a seleção os levantadores Bruninho (Itália) e Thiaguinho (Sesc RJ), os opostos Wallace (EMS Taubaté Funvic/SP) e Renan (Sesc RJ), os centrais Maurício Souza (Sesc RJ), Otávio (EMS Taubaté Funvic/SP) e Éder (Itália), os ponteiros Maurício Borges (Sesc RJ) e Lucas Lóh (Turquia) e o líbero Thales (EMS Taubaté Funvic/SP).

A seleção brasileira vai participar nesta temporada da Liga das Nações, de 25 de maio a 8 de julho. Depois, a equipe jogará a Copa Pan-Americana, de 12 a 20 de agosto, no México. E a temporada culminará na disputa do Mundial, que será na Bulgária e na Itália, de 10 a 30 de setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.