Wander Roberto/CBV
Wander Roberto/CBV

Renan Dal Zotto, técnico da seleção de vôlei, tem alta após 36 dias internado por causa da covid-19

Ex-jogador já está em casa e seguirá fazendo fisioterapia respiratória e motora

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2021 | 18h35

Renan Dal Zotto, técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, teve alta hospitalar, nesta sexta-feira, depois de 36 dias de internação devido à covid-19 e está em sua casa. Renan está bem, com a família, e seguirá fazendo fisioterapia respiratória e motora.

De maneira remota e dentro da limitação indicada, o treinador vai acompanhar o dia a dia da seleção que vai disputar a Liga das Nações. Antes, o time faz amistosos de preparação com a seleção da Venezuela.

Diagnosticado com a covid-19, Renan foi internado em 16 de abril. Três dias depois, a CBV informou que o treinador havia sido intubado para manter o nível da saturação de oxigênio mais alta. O treinador passou por uma cirurgia vascular nesse mesmo dia por conta de uma trombose arterial aguda. No início da semana, apresentou melhora no quadro respiratório após cirurgia. 

No dia 24 de abril foi extubado e começou o processo de recuperação, mas voltou a apresentar complicações respiratórias em razão da covid-19 e precisou ser intubado novamente no dia seguinte. Segundo a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), houve troca de medicações e o treinador reagiu bem, com uma melhora leve do quadro respiratório, mantendo o quadro estável.

O técnico já tomou a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, em Santa Catarina, mas ainda aguarda o calendário para tomar a segunda. Com 60 anos, ele se enquadra no grupo prioritário da saúde por ser profissional de Educação Física.

Tudo o que sabemos sobre:
Renan Dal Zottovôleicoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.