Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV
Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

Renan elogia nova formação do Brasil após vitória sobre Sérvia

Técnico destaca força do saque da equipe servia e dá os parabéns ao time após classificação para a semifinal

Estadao Conteudo

05 Julho 2018 | 18h26

O técnico Renan Dal Zotto ficou surpreso com a apresentação da seleção brasileira masculina de vôlei na vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 0 nesta quinta-feira, em Lille, na França, pela fase final da Liga das Nações. O resultado garantiu a equipe na semifinal da competição.

+ Brasil atropela Sérvia e garante vaga na semifinal da Liga das Nações

+ Estados Unidos vencem Polônia e garantem vaga na semifinal da Liga das Nações

+ Com Dani Lins e Thaísa, seleção B viaja para jogar a Copa Pan-Americana de vôlei

"Fizemos um bom jogo. Havia uma expectativa grande, porque essa formação não havia jogado junto. Valeu a pena. Jogaram muito bem. A Sérvia força muito o saque, mas funcionou legal. A equipe está de parabéns. Vamos treinar amanhã (sexta-feira) e esperar a semifinal, que será duríssima."

Renan colocou em quadra uma equipe com duas mudanças em relação ao dia anterior. Douglas entrou no lugar de Isac e Maurício Souza substituiu Maurício Borges, que sofreu estiramento no ligamento cruzado do joelho direito na derrota contra a França no dia anterior. Completaram a equipe Bruninho, Lucas Loh, Wallace, Lucão e o líbero Thales.

Loh, destaque na parte defensiva, enalteceu a força do elenco. No segundo set, ele fez uma das grandes defesas do jogo ao mandar com o pé, quase do banco de reservas, a bola para o outro lado da quadra. "Cada um fez sua parte, a minha é de compor o fundo de quadra", disse.

"Cheguei no final da fase de classificação e estou jogando agora a fase final. Estou recebendo esse apoio do grupo. Fico feliz de poder ajudar de alguma maneira, principalmente no fundo de quadra. Hoje foi a prova de que grupo é o mais importante", complementou jogador.

A seleção brasileira agora aguarda para saber se avançará na primeira ou segunda colocação do Grupo A. França e Sérvia se enfrentam nesta sexta-feira, às 15h45 (de Brasília) no último jogo da chave. Caso os franceses vençam, o Brasil termina em segundo. Se perderem, o time brasileiro garante a ponta.

No Grupo B, Estados Unidos e Rússia, que venceram a Polônia, estão classificados e duelam nesta sexta-feira, às 13h, para ver quem fica com a liderança da chave. As semifinais acontecem no sábado e a decisão da competição está marcada para domingo, às 15h45 (de Brasília).

 

 

Mais conteúdo sobre:
vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.