Valterci Santos/MPIX/CBV
Valterci Santos/MPIX/CBV

Renan lamenta lesão de Maurício Borges e cobra vitória na Liga das Nações

"Hoje tivemos problemas, perdemos Maurício Borges, uma peça fundamental dentro da estrutura tática do time, mas os garotos lutaram até o final, foram valentes e vamos reconstruir para amanhã [quinta]"

Estadão Conteúdo

04 Julho 2018 | 22h38

O técnico Renan Dal Zotto lamentou a lesão sofrida pelo ponteiro Maurício Borges na derrota do Brasil para a França, nesta quarta-feira, pela fase final da Liga das Nações. Mas não deixou a equipe desanimar após o revés. Ele cobrou uma vitória sobre a Sérvia, nesta quinta, para manter as chances de classificação à semifinal da competição.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo da Rússia

"Hoje tivemos problemas, perdemos Maurício Borges, uma peça fundamental dentro da estrutura tática do time, mas os garotos lutaram até o final, foram valentes e vamos reconstruir para amanhã [quinta]", disse o treinador, sem revelar informações sobre a condição física do atleta.

Maurício Borges sofreu entorse no joelho direito durante o terceiro set. E não conseguiu permanecer na partida. Ele fará exame de ressonância magnética na manhã desta quinta. Assim, virou dúvida para o confronto com os sérvios, em Lille, na França, onde está sendo disputada a fase final da Liga das Nações. Se perder, o Brasil não terá mais chances de classificação à semifinal.

"Vamos reestruturar e montar em função da Sérvia. Jogamos contra eles na primeira semana, na partida de estreia na Liga das Nações, vencemos por 3 sets a 0, mas sabemos que eles evoluíram muito ao longo da competição. Com certeza vai ser mais um jogo muito equilibrado, onde mais uma vez todos os fundamentos precisam funcionar", pregou Renan.

Para o capitão Bruninho, a seleção fez boa apresentação nesta quarta, apesar da derrota. "O nosso time jogou bem, foi um bom jogo, alguns detalhes para ser ajustados e precisamos jogar mais soltos. O Brasil joga sempre com o peso de precisar vencer, até por ser líder do ranking há tantos anos, e temos que saber administrar isso", comentou.

Em relação à eventual baixa de Maurício Borges, o levantador evitou lamentar o desfalque, por considerar que o time tem bons substitutos no banco. "O Douglas entrou muito bem, o Lucas Lóh está fazendo muito bem a parte dele, hoje a nossa recepção segurou o saque deles, a linha de passe funcionou, nossos ponteiros ajudaram, mas nós somos uma equipe que trabalha sempre com os 14 jogadores. Por isso, esperamos que o Maurício se recupere logo porque é um cara que nos ajuda muito", disse Bruninho.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.