Divulgação/Vipcomm
Divulgação/Vipcomm

Rexona vence e enfrenta Brasil Telecom na semi da Superliga

Equipes eliminam nas quartas-de-final da competição Minas Tênis Clube e Pinheiros/Mackenzie, respectivamente

Agencia Estado

26 de março de 2009 | 22h37

Campeão dos quatro turnos da fase classificatória Superliga feminina de vôlei, o Rexona/Ades, do Rio de Janeiro, não deu chances ao Minas Tênis Clube (MG) e aplicou 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/15 e 25/14, nesta quinta-feira, na capital fluminense, e conquistou uma vaga nas semifinais da competição.

Foi a segunda vitória das cariocas no confronto melhor-de-três, o que evita o terceiro jogo entre as equipes. O primeiro duelo foi vencido pelos mesmos 3 a 0, com parciais de 25/12, 25/13 e 25/17. Na próxima fase, o Rexona vai enfrentar o Brasil Telecom, de Brusque (SC), que eliminou o Pinheiros/Mackenzie (SP).

As catarinenses venceram a segunda partida nesta quinta por 3 sets a 1 - 25/19, 25/21, 16/25 e 25/17 -, em São Paulo, e dispensaram a realização do terceiro confronto do playoff.

No Rio de Janeiro, o destaque desta noite foi a ponta Érika, eleita a melhor jogadora em quadra. "Estou feliz porque vim com a missão de ajudar a equipe na temporada, de contribuir com maturidade e paciência. Agora, a próxima fase vai ser muito mais difícil, mas eu e a equipe estamos preparadas para a semifinal. Conseguimos fazer um grupo forte", comentou a atleta do Rexona.

A ponta Virna, que entrou somente no segundo set, também espera um duelo difícil nas semifinais. "Tínhamos de passar para a fase seguinte da Superliga Feminina de Vôlei. Agora temos de respeitar muito os adversários que tanto quanto o Rexona/Ades têm uma história de favoritismo na competição".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.