Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Ricardo e Emanuel avançam à segunda fase no Mundial

Dupla brasileira bateu os chineses Wu e Yin por 2 sets a 0; Harley e Alison também estão invictos

Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 12h57

Os brasileiros Ricardo e Emanuel se classificaram nesta terça-feira para a segunda fase da chave masculina no Mundial de vôlei de praia, que está sendo disputado em Stavanger, na Noruega. Eles bateram os chineses Wu e Yin por 2 sets a 0, parciais de 21/16 e 21/14, em 34 minutos de partida, e garantiram o primeiro lugar no Grupo E, que terminou com os dinamarqueses Hoyer e Soderberg em segundo. A dupla chinesa acabou em terceiro e terá de esperar os jogos desta quarta-feira para saber se conseguirá chegar à segunda fase.

Veja também:

linkAna Paula e Shelda mantêm invencibilidade no Mundial

No Grupo A, Harley e Alison derrotaram os austríacos Gosch e Horst por 2 a 0, parciais de 21/11 e 21/12, em 35 minutos, e também fecharam invictos a participação na primeira fase, com três vitórias. Os austríacos ficaram em segundo lugar.

"Estamos muito satisfeitos com nosso desempenho na primeira fase, mas precisamos nos preparar para a segunda etapa da competição, onde uma derrota será fatal", afirma Harley, campeão do Circuito Mundial do ano passado, ao lado de Pedro Solberg. "Vamos focar uma partida de cada vez e não pensar no futuro. Como formamos a dupla há pouco tempo, temos que estar mentalmente muito bem preparados."

Nesta quarta, outras três duplas brasileiras encerram sua participação na primeira fase. Márcio e Fábio Luiz, já classificados, disputam o primeiro lugar do Grupo J com os espanhóis Herrera e Gavira. Ainda em busca da vaga, mas invictos até agora, Pedro Cunha e Pedro Solberg enfrentam os americanos Lucena e Keenan. E Billy e Bruno Schmidt, os únicos brasileiros que já perderam na competição, encaram os noruegueses Skarlund e Spinnangr, ainda com chances de chegar à próxima etapa - avançam os dois primeiros de cada grupo, mas oito entre os 12 terceiros colocados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.