Alexandre Arruda/Divulgação
Alexandre Arruda/Divulgação

RJX vence São Bernardo e é primeiro semifinalista da Superliga Masculina

Time carioca venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 25/19 e 25/15

Valéria Zukeran, O Estado de S. Paulo

12 de março de 2013 | 21h51

SÃO BERNARDO DO CAMPO - Não teve torcida nem blecaute que pudesse pará-lo. A Superliga Masculina de Vôlei tem o seu primeiro semifinalista. É o RJX conseguiu fechar a série de melhor de três partidas contra o São Bernardo por 2 jogos a 0. Nesta terça-feira, o time carioca venceu fora de casa por 3 sets a 0 (25/18, 25/19 e 25/15). A equipe enfrentará o vencedor do confronto entre Medley/Campinas e Minas. O time mineiro está em vantagem e se classificará em caso de vitória na quinta-feira em Belo Horizonte.

Para o levantador Bruninho a facilidade da classificação do RJX foi consequência da concentração. "A gente se preparou para uma pedreira. No ano passado eles (São Bernardo) quase foram a zebra do campeonato como oitavo e quase eliminando o primeiro colocado." Dante também ficou satisfeito. "O jogo foi tranquilo porque fizemos em cima de saque e bloqueio." O jogador acredita que a classificação antecipada beneficiará o RJX nas semifinais, embora qualquer um dos adversários, Minas ou Medley, inspire respeito.

"A gente tentou mudar a estratégia em relação ao jogo passado mas eles apresentaram uma contra-estratégia. Apesar da derrota, estivemos melhor do que no jogo passado", disse o oposto Joel, do São Bernardo."Quase não deixaram a gente jogar o tempo todo", admite o técnico do time do ABC, Roberley Leonaldo, o Rubinho, que agora aguarda uma definição sobre o futuro da equipe, que precisará de um patrocinador forte para a próxima temporada. "A gente está trabalhando full time para resolver essa questão."

O JOGO

No primeiro set as coisas aconteceram como esperado. Apesar de o São Bernardo estar jogando em casa, o RJX fez valer seu status de melhor campanha da fase de classificação da Superliga e venceu por 25 a 18.

No início do segundo set houve queda de energia no ginásio e o jogo teve de ser paralisado por cerca de 35 minutos. Segundo informações da assessoria do São Bernardo, o problema foi causado por um superaquecimento do gerador que alimenta a iluminação. Depois de uma tentativa frustrada de religá-lo, a equipe de manutenção do ginásio teve de conectar a iluminação com a luz da rua para que o jogo continuasse.

Para Bruninho o problema foi ruim para as duas equipes por uma questão de ter de manter o aquecimento. "Acho que foi até pior para eles porque eles começaram errando um pouco." O ponta Renan, do São Bernardo, concorda. "Não fez diferença. No primeiro jogo também não conseguimos pará-los (os jogadores do RJX). Estudamos bastante mas infelizmente não foi possível reverter (a desvantagem)."

No reinício, o São Bernardo conseguiu manter por um tempo um equilíbrio com a equipe do RJX. O time carioca, com paciência foi aumentando a vantagem. O time do ABC estava consciente de que aquele set seria decisivo para seu futuro na Superliga mas com o placar de 22 a 17 as coisas se mostravam irreversíveis. O RJX foi administrando o placar até que fechou o set em 25 a 17.

No terceiro set a situação estava crítica para o São Bernardo e a tensão se fez notória quando o time da casa perdeu duas grandes chances de contrataque antes do quinto ponto. O time carioca, ao contrário, não desperdiçou a oportunidade de liderar o placar até o fim do jogo, 25 a 15.

Nesta quarta-feira, pode sair um novo semifinalista. O Sada Cruzeiro venceu o primeiro jogo contra o Volta Redonda e só precisa de mais um resultado positivo, às 18h45 em Volta Redonda para se garantir na próxima fase.O vencedor da série pega o ganhador do confronto entre Canoas e Sesi, que jogam na quinta-feira em Canoas (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.