Rodrigão será o capitão do Brasil na Copa América

Sem a presença de Giba na equipe, o meio-de-rede Rodrigão será o capitão da seleção brasileira masculina de vôlei, que estréia nesta quarta-feira contra o México na Copa América, competição que será disputada em Cuiabá (MT). "Com a ausência do Giba, eu já imaginava que poderia ser chamado para ser o capitão. Quando o Bernardo conversou comigo, eu aceitei na hora. Se é um orgulho vestir a camisa do Brasil, mais ainda será atuar como capitão", disse o jogador.Em 2007, o atleta também chegou a ser capitão da seleção durante parte da campanha vitoriosa na Liga Mundial. No entanto, com o retorno de Giba na ocasião, teve que entregar a faixa. "Agora se conquistarmos o título eu é que vou receber a taça", afirmou Rodrigão. Dos jogadores que conquistaram a medalha de prata na Olimpíada de Pequim, além do meio-de-rede, o técnico Bernardinho levou apenas outros quatro para o torneio: o oposto André Nascimento, o levantador Bruno e os pontas Dante e Murilo.De acordo com o técnico Bernardinho, sua principal preocupação neste momento não é o resultado final da competição, mas sim pensar na próxima Olimpíada. "A prioridade será testar estes jovens jogadores, já pensando em mais um ciclo olímpico. O resultado é importante, mas, neste momento, o pensamento é mais à frente. Todos que estão aqui se encaixam neste perfil", afirmou.

AE, Agencia Estado

23 de setembro de 2008 | 20h27

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiseleção brasileiraRodrigão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.