Rodrigão terá que passar por cirurgia no joelho esquerdo

Meio-de-rede da seleção brasileira fica de fora das quadras de quatro a oito meses

Redação,

07 de março de 2008 | 17h27

Ao que parece, os planos do técnico Bernardinho em contar com o meio-de-rede Rodrigão para as Olimpíadas de Pequim, assim como para a Liga Mundial de vôlei, foram terminados com a nota oficial divulgada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), nesta sexta-feira.Veja também: Rodrigão sofre contusão e pode desfalcar Brasil na Olimpíada Assinada pelo médico da seleção, Álvaro Chamecki, a CBV confirma que Rodrigão terá que passar por uma operação para reconstruir o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, e que a previsão de recuperação varia de quatro a oito meses. "O meio-de-rede Rodrigão sofrerá uma cirurgia para curar a lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Eu e o médico Ney Pecegueiro [médico da seleção brasileira] operaremos o jogador na semana que vem. Não definimos ainda a data da realização da cirurgia por questões de logística, nem o local. Após a operação, o Rodrigão passará por uma fase de reabilitação e condicionamento", disse o médico. Desta forma, a participação de Rodrigão em Pequim é tida como muito difícil. Mesmo assim, o técnico da seleção, Bernardinho, disse, na quinta-feira, que ainda espera contar com o atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.