Ivan Amorin/Divulgação
Ivan Amorin/Divulgação

Sada Cruzeiro e Sesi brigam pelo título da Copa Brasil de Vôlei

Campeão mundial e atual líder da Superliga Masculina fazem a final no sábado, às 10 horas

O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2014 | 22h54

MARINGÁ - O campeão mundial Sada Cruzeiro e o Sesi, atual líder da Superliga Masculina, vão decidir o título da Copa Brasil de Vôlei no sábado, em Maringá - o vencedor garante a classificação para o sul-americano de clubes. A partida será disputada a partir das 10 horas, e será transmitida pela TV Globo, menos para São Paulo. O motivo é a disputa da final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que reunirá Corinthians e Santos.

 

Os dois finalistas não tiveram dificuldades para superar os adversários da semifinal. O Sada Cruzeiro entrou em quadra primeiro, nesta quinta-feira, e enfrentou o Vôlei Brasil Kirin, de Campinas. A vitória veio por 3 sets a 0, com parciais de 21/18, 21/15 e 21/16.

 

O técnico do Sada, Marcelo Mendez, parabenizou o time mineiro pela vitória."A equipe se apresentou muito bem. O nosso saque funcionou e o bloqueio também foi bem. Jogamos uma boa partida e seguimos com o nosso objetivo aqui. Estamos preparados para essa decisão e qualquer um dos adversários que avançar será muito difícil", avaliou.

 

O capitão William disse que a equipe falhou em alguns aspectos. Mas o levantador celebrou a vitória, que lhe garantiu a disputa da 14ª final com a camisa celeste. "Fizemos um jogo bom, mas precisamos melhorar em alguns aspectos. Acredito que falhamos em bolas fáceis ou defesas que se tornaram erros na rede", salientou.

 

O adversário do time mineiro saiu do confronto entre o Sesi e o Kappesberg/Canoas. Na partida que marcou o duelo dos irmãos Endres, o caçula Murilo se deu melhor que Gustavo, e viu sua equipe chegar à decisão com uma vitória por sets diretos (21/19, 21/13 e 21/17).

 

O ponteiro elogiou a atuação de seu time e também a cidade de Maringá, que recebeu o torneio em ambos os naipes - na competição feminina, o Sesi foi à final, mas foi derrotado pelo Molico/Osasco.

 

"Maringá está de parabéns por recepcionar essa Copa Brasil, que foi um pedido de todos nós, atletas. Agora, depois dessa boa vitória, não sei dar um palpite sobre a final. Vai ser muito difícil para os dois lados e espero que a torcida prestigie, pois vai ser um jogão."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.