Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Seleção de vôlei destaca disputa acirrada pela titularidade após triunfo em casa

Dal Zotto escalou Isac e Eder como centrais titulares, em vagas que vinham sendo de Lucão e Maurício Souza

Estadão Conteúdo

01 Junho 2018 | 22h06

O técnico Renan Dal Zotto aproveitou o fato de o Brasil enfrentar a frágil Coreia do Sul no seu primeiro compromisso na segunda semana da Liga das Nações para rodar o elenco da seleção masculina e se deu bem. Nesta sexta-feira, o técnico escalou Isac e Eder como centrais titulares, em vagas que vinham sendo de Lucão e Maurício Souza, e se deu bem, pois eles se destacaram no triunfo por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/19 e 25/19.

Brasil vence fácil a Coreia do Sul em Goiânia pela Liga das Nações

Ambos foram os maiores pontuadores do jogo com 12 acertos cada. E satisfeito com o seu desempenho no duelo disputado em Goiânia, Isac espera ter aumentado a disputa pela titularidade na seleção.

"Temos grandes centrais e procurei fazer a diferença no que eu posso fazer de melhor, que é sacar e atacar. Conseguimos uma boa atuação hoje e agora temos que nos preparar para dois grandes jogos, que são contra Japão, amanhã, e Estados Unidos, no domingo", disse.

Na primeira semana da Liga das Nações, o Brasil conquistou vitórias por 3 a 0 sobre a Sérvia e a Alemanha, perdendo por 3 a 2 para a Itália. A equipe ainda fará dois jogos em Goiânia, diante de Japão, no sábado, e Estados Unidos, no domingo. E Renan indicou que deve fazer novos testes na formação titular.

"O Japão é um outro jogo, uma outra história. Ainda não definimos quem sai jogando amanhã, mas independentemente disso, temos que tentar apresentar esse nível de jogo, sempre muito agressivo, principalmente no saque e no bloqueio", afirmou o treinador brasileiro.

Mais conteúdo sobre:
vôlei Renan Dal Zotto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.