Divulgação / FIVB
Divulgação / FIVB

Seleção de vôlei destaca peso da vitória sobre o Irã com sua 'melhor' atuação

Com vitória, Brasil alcançou mesma pontuação do líder Estados Unidos, ficando atrás apenas no saldo de pontos

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2017 | 10h17

A seleção brasileira masculina de vôlei teve a sua melhor atuação em três rodadas da Copa dos Campeões para superar o Irã por 3 sets a 0 (25/22, 25/19 e 25/15), em Osaka, e acabar com a invencibilidade do rival na competição, que está sendo realizada no Japão. Essa foi a avaliação do levantador Bruninho, destacando que a equipe teve maturidade para se recuperar da derrota para a Itália na rodada anterior, por 3 a 2.

"Fizemos nossa melhor partida do campeonato hoje. Ficamos um pouco frustrados pela atuação que tivemos contra a Itália e o time teve muita maturidade de voltar e fazer o seu melhor jogo, contra uma grande equipe, que venceu as duas primeiras partidas, e que não desiste nunca", comentou Bruninho.

Também satisfeito com o resultado conquistado, o técnico Renan Dal Zotto destacou o peso de superar um adversário que estava invicto na Copa dos Campeões, com triunfos sobre Itália e Estados Unidos, ambas por 3 sets a 2.

"Foi uma vitória muito importante. Antes do jogo, estávamos bastante preocupados com a seleção do Irã, que joga um voleibol muito moderno, muito rápido e que coloca em dificuldades todos os times que joga contra, principalmente através do seu saque", disse.

Renan elogiou o rendimento do bloqueio e da defesa do Brasil no duelo com a seleção iraniana. "Estou muito feliz porque a seleção brasileira sacou muito bem e o trabalho de bloqueio e defesa também funcionou bastante e isso é muito positivo devido as dificuldades de jogar contra uma seleção tão rápida como é a do Irã, que tem um dos melhores levantadores do mundo na atualidade", disse Renan, se referindo a Marouf.

Nos outros jogos pela terceira rodada dos Campeões, nesta sexta-feira, os Estados Unidos derrotaram a França por 3 a 0 (25/20, 25/17 e 25/16), enquanto a Itália superou o Japão por 3 a 1 (25/23, 22/25, 25/20 e 25/22).

Com esses resultados, norte-americanos, brasileiros, italianos e iranianos somam duas vitórias. Estados Unidos e Brasil estão à frente, ambos com sete pontos, embora americanos levem vantagem no saldo de pontos. A Itália está com seis pontos, enquanto o Irã soma quatro. A França ganhou um jogo e acumula três pontos. O Japão ainda não pontuou.

Neste sábado, às 0h40 (horário de Brasília), Brasil e Estados Unidos vão fazer um duelo de caráter decisivo, válido pela penúltima rodada, que também contará com os duelos França x Itália e Japão x Irã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.