Wander Roberto/ Inovafoto/ CBV
Wander Roberto/ Inovafoto/ CBV

Seleção de vôlei fecha amistosos com vitória e vai embalada para Liga das Nações

Brasil supera a Venezuela pela terceira vez por 3 a 0, parciais de 25/15, 25/15 e 25/19

Redação, Estadão Conteúdo

23 de maio de 2021 | 15h16

A seleção brasileira masculina de vôlei vai embalada para a Itália, onde será disputada a Liga das Nações, último desafio antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A empolgação vem pelas excelentes vitórias em série de três amistosos contra a Venezuela.

Após ganhar por 3 a 0 na sexta-feira e no sábado, a equipe repetiu o resultado neste domingo, na Arena Carioca 3, no Rio, fechando a série preparatória sem sets perdidos.

Ainda que a Venezuela esteja longe de integrar um posto entre as maiores forças do vôlei, a vitória, com parciais de 25/15, 25/15 e 25/19, foi bastante valorizada pelo capitão Bruninho, que aproveitou para avaliar alguns aspectos que precisam ser melhorados dentro de quadra.

"Sabemos que a Venezuela hoje ainda não faz parte de um nível top internacional, mas é uma equipe que está classificada para as Olimpíadas, que faz coisas interessantes, que força bastante o saque, o que era importante para a gente trabalhar", disse. "E hoje deu para ver que falta entrosamento, seja um pouco na comunicação do passe, seja em relação ao acerto de bola com os atacantes", comentou o levantador.

A delegação brasileira viaja ainda neste domingo para a Itália. A Liga das Nações será disputada na cidade de Rimini, sem a presença de torcedores, em razão da pandemia de Covid-19. Já os jogadores e todas as outras pessoas envolvidas no campeonato ficarão isolados, no sistema chamado de "bolha".

"Vai ser um mês de bolha na Itália. A gente sabe que essa temporada é diferente e precisamos estar mentalmente muito bem. É bolha, você tem menos contato com família, com as pessoas, com qualquer coisa de vida social. Então é foco total, são 35 dias que ficaremos lá. Vamos poder estar juntos sempre, criar um ambiente o mais positivo e harmônico possível para chegar bem nas Olimpíadas", avaliou Bruninho.

A seleção estreia no próximo dia 28, contra a Argentina, às 16h. Um dia depois, no mesmo horário, o confronto é contra os Estados Unidos. O Canadá será o adversário no dia 30, às 13h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.