Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Seleção feminina busca reação, mas perde por 3 a 2 da Polônia na Liga das Nações

Equipe comandada por José Roberto Guimarães lutou, mas não resistiu a força da equipe polonesa

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2019 | 15h40

Com um time renovado, muito por causa da dispensa de várias jogadoras por contusão ou motivos pessoais, a seleção brasileira feminina de vôlei poderia alternar bons e maus momentos em quadra. E isso aconteceu nesta quarta-feira na derrota para a Polônia por 3 sets a 2 - com parciais de 25/20, 25/22, 26/28, 18/25 e 15/9 -, em Apeldoorn, na Holanda, pelo segundo jogo da segunda semana da fase de classificação da Liga das Nações.

Em quadra, o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães sofreu para colocar a bola no chão e uma derrota acachapante para as polonesas estava sendo desenhada. Depois de dois sets com um desempenho muito fraco, as brasileiras reagiram no terceiro, mas quase deram chance ao azar depois de ficar a um ponto de fechar com 24 a 21. Permitiram o empate das rivais e contaram com a sorte para ganhar por 28 a 26.

1001887Com mais tranquilidade, a vitória no quarto set veio por 25 a 18 e a decisão do jogo foi para o tie-break. Nele, o início não foi bom e a Polônia abriu logo 6 a 1. O Brasil voltou a ensaiar a reação com grandes jogadas de Gabi e Tainara, mas as europeias abriram vantagem mais uma vez por 10 a 4. Até o final, Zé Roberto Guimarães fez o que podia, mas o triunfo foi mesmo das polonesas por 15 a 9.

O Brasil entrou em quadra com o sexteto formado por Macris, Paula Borgo, Mara, Bia, Gabi e Tainara, além da líbero Léia. Ao longo da partida entraram Roberta, Lorenne, Amanda, Julia Bermann e Mayany.

A derrota desta quarta-feira foi a segunda da seleção brasileira na Liga das Nações após cinco partidas. Na primeira semana, em Brasília, o time havia perdido para a República Dominicana. A equipe fecha a segunda semana da competição nesta quinta-feira contra a Bulgária, às 14h30 (de Brasília).

Depois da Holanda, pela terceira semana da competição as brasileiras terão como sede a cidade de Lincoln, nos Estados Unidos. Entre os dias 4 e 6 de junho, o Brasil duelará contra Alemanha, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Na quarta semana, entre os dias 11 e 13 de junho, o time de Zé Roberto Guimarães estará em Tóquio, no Japão, e terá pela frente as donas da casa, a Tailândia e a Sérvia. A quinta e última semana da fase de classificação acontecerá entre os dias 18 e 20 de junho em Ancara, na Turquia, e o Brasil medirá forças contra a Turquia, a Itália e a Bélgica.

A fase final que reunirá a China, país sede, e as cinco seleções mais bem classificadas ao final da fase de classificação será disputada em Nanquim, na China, entre os dias 3 e 7 de julho.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.