Wander Roberto/Inovafoto/CBV
Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Seleção feminina de vôlei admite que precisa evoluir nos amistosos pré-Mundial

Brasil vai enfrentar os Estados Unidos pela terceira vez seguida nesta quinta-feira, após duas derrotas

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2018 | 19h22

As jogadoras da seleção brasileira de vôlei admitiram nesta quarta-feira que a equipe ainda precisa evoluir diante de grandes adversários. As declarações foram dadas depois de duas derrotas seguidas para os Estados Unidos e às vésperas do terceiro amistoso contra as norte-americanas.

A partida acontecerá nesta quinta-feira, às 20 horas, em Uberaba, e serve como preparação para o Mundial que será disputado entre os dias 29 de setembro e 20 de outubro no Japão. Os Estados Unidos venceram o primeiro jogo, no último domingo, por 3 sets a 1, e o segundo, em Uberaba, na última terça-feira, por 3 sets a 0.

"Estamos vendo onde precisamos melhorar contra um adversário de muita qualidade. Acredito que vamos evoluir a cada duelo", explicou a central Adenízia, que jogará em casa. "É sempre muito bom jogar no Brasil. A partida sendo no meu estado é ainda melhor. A torcida de Uberaba tem nos tratado com muito carinho e acredito que o público comparecerá em bom número no próximo jogo", complementou.

A ponteira Gabi também agradeceu ao carinho dos torcedores e também admitiu que o time precisa melhorar. "A torcida mineira gosta muito de voleibol e é sempre muito calorosa. Para nossa equipe esses jogos são muito importantes. Sabemos que precisamos evoluir e estamos nos adaptando a velocidade de jogo dos Estados Unidos. O fato de estarmos trocando bastante as jogadoras também é fundamental para ganharmos ritmo de jogo", disse Gabi.

Depois da partida em Uberaba, Brasil e Estados Unidos ainda disputarão mais um amistoso, no dia 18, às 19h30, no Rio de Janeiro, no ginásio do Maracanãzinho.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.