Jean-christophe Bott/EFE
Jean-christophe Bott/EFE

Seleção feminina de vôlei bate Rússia na estreia no Torneio de Montreux

Comandadas do técnico José Roberto Guimarães vencem por 3 sets a 1, com parciais de 24/26, 25/21, 25/21 e 25/23

Estadão Conteúdo

04 Setembro 2018 | 17h10

Com uma boa virada, a seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória no Torneio de Montreux, na Suíça, nesta terça-feira. Diante da Rússia, as comandadas do técnico José Roberto Guimarães levaram a melhor pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 24/26, 25/21, 25/21 e 25/23. A competição serve de preparação final para o Brasil antes do Mundial.

Atual campeão, o time brasileiro contou com os retornos de Fernanda Garay e Suelen ao time titular. Além disso, era o primeiro teste da equipe desde a dura sequência de derrotas para os Estados Unidos. Foram quatro derrotas em quatro amistosos disputados em série no mês passado, todos em solo brasileiro.

Garay voltou à seleção após dois anos. Ela não defendia as cores do time nacional desde a Olimpíada do Rio-2016. Já a líbero Suelen e Drussyla fizeram seus retornos à equipe depois de se recuperarem de problemas físicos. Além das três, foram titulares Gabi, Rosamaria, Carol, Thaísa e Dani Lins.

Gabi foi o maior destaque individual da seleção ao se tornar a maior pontuadora da partida, com 18 acertos. Rosamaria contribuiu com 16. Carol, Thaísa e Drussyla registraram nove pontos cada. Pela seleção russa, o destaque foi Nataliya Goncharova, com 19 pontos.

Como aconteceu nos quatro amistosos com os Estados Unidos, a seleção brasileira começou mal nesta terça. O ponto fraco era o passe. As russas aproveitaram as dificuldades do Brasil e abriram vantagem. Zé Roberto, então, passou a fazer ajustes no time a partir da metade de parcial, vencida pelas adversárias por apenas dois pontos de diferença.

Ganhando ritmo, a equipe brasileira reagiu e começou a se impor em quadra. Mesmo com pequenas oscilações, se manteve à frente das russas no segundo e terceiro sets. No quarto, as rivais começaram na frente. Porém logo o Brasil retomou o domínio, buscou a virada na parcial e sacramentou a vitória.

Acostumado a ser encarado como treino, o Torneio de Montreux ganhou maior importância neste ano por ser realizado às vésperas do Mundial, que será disputado entre 29 de setembro e 20 de outubro, no Japão. Atual campeão, o Brasil busca seu oitavo troféu no torneio.

A competição disputada na Suíça reúne oito seleções, divididas em dois grupos de quatro equipes cada. O Brasil está no Grupo B, ao lado também de Polônia e Camarões. A outra chave tem Itália, Turquia, China e Suíça. Os dois melhores times de cada grupo avançam às semifinais, que definirão os finalistas da competição.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.