Divulgação/ FIVB
Divulgação/ FIVB

Seleção feminina de vôlei bate Turquia e encara Japão na semi da Liga das Nações

Comandadas de José Roberto Guimarães terminam primeira fase na segunda posição

Redação, Estadão Conteúdo

20 de junho de 2021 | 19h59

A seleção brasileira feminina de vôlei encerrou com vitória sua participação na fase classificatória da Liga das Nações, neste domingo, e conheceu seu adversário na semifinal. Será o Japão. O confronto foi definido com o triunfo das brasileiras sobre a Turquia por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 25/16, 25/27 e 25/15, em Rimini, na Itália.

A outra semifinal terá os Estados Unidos e a própria Turquia, que poderia ter ficado em terceiro na tabela, mas terminou no quarto posto. As americanas, superadas pela China por 3 a 0 neste domingo, ficaram em primeiro lugar, com a melhor campanha, com 14 vitórias, uma derrota e 42 pontos. O Brasil, que entrou em quadra neste domingo com o segundo lugar garantido, somou 13 triunfos (dois revezes) e 40 pontos.

O destaque da seleção neste domingo foi Tandara, maior pontuadora do jogo, com 19 pontos. Fernanda Garay veio logo atrás, com 13. Pela Turquia, a principal jogadora foi Karakurt, com 12. Após voltar à seleção no jogo passado, depois de uma cirurgia na mão, a ponteira Natália jogou um set e meio neste domingo - antes havia jogado poucos pontos na reta final dos sets.

O técnico José Roberto Guimarães escalou a seleção com Macris, Tandara, Bia, Gattaz, Fê Garay, Gabi e Camila Brait. Dani Lins, Rosamaria, Mayany e Ana Cristina entraram no decorrer do jogo.

A seleção feminina agora terá três dias de folga antes de disputar a semifinal na quinta-feira. Enquanto elas descansam, o time masculino do Brasil volta à quadra nesta segunda-feira para iniciar a última semana da fase classificatória, contra a Itália, às 11h30 (de Brasília). A seleção lidera a Liga das Nações masculina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.