Seleção feminina de vôlei embarca nesta terça para o Japão

Brasil terá um período de aclimatação em Osaka antes de ir definitivamente a Pequim para as Olimpíadas

Redação,

28 de julho de 2008 | 16h33

A 11 dias da estréia nos Jogos Olímpicos de Pequim, a seleção brasileira feminina de vôlei embarcará nesta terça-feira para Osaka, no Japão, onde permanecerá fazendo o período de aclimatação. É lá também que o técnico José Roberto Guimarães comemorará seu 54º aniversário na próxima quinta-feira. Como presente, ele quer um bom desempenho do time nas Olimpíadas."Uma medalha em Pequim. É o que eu gostaria de ganhar. E ela virá, se a gente merecer", ressaltou Zé Roberto, campeão olímpico como técnico da seleção masculina nos Jogos de Barcelona, em 1992.Nesta terça-feira, a seleção feminina fará seu último treino no Brasil antes do embarque para o Japão. A equipe treinará das 9h às 12h em Barueri (SP). Nestes últimos 15 dias, o que mais Zé Roberto fez foi estudar os adversários da equipe em Pequim. As análises foram transmitidas às atletas em reuniões com vídeos na semana passada, no Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), onde o time treinou após a conquista do heptacampeonato do Grand Prix, na Ásia.O Brasil estreará nos Jogos de Pequim contra a Argélia no dia 9, e depois enfrentará ainda na primeira fase a Rússia (dia 11), Sérvia (dia 13), Casaquistão (dia 15) e Itália (dia 17). As quatro seleções mais bem colocadas do grupo passarão às quartas-de-final. Esta fase da competição começará no dia 19. As semifinais serão realizadas no dia 21 e a decisão da medalha de ouro acontecerá no dia 23. Na outra chave estão China, atual campeã olímpica, Cuba, Estados Unidos, Japão, Polônia e Venezuela.O sistema defensivo foi o setor que mereceu maior atenção nesta reta final de preparação da equipe brasileira. "Além da parte física, a relação bloqueio e defesa, e uma maior regularidade no nosso saque", admitiu Zé Roberto.Entre as 12 jogadoras da seleção, seis estarão representando o país pela primeira vez em Jogos Olímpicos: Paula Pequeno, Fabi, Sheilla, Thaísa, Carol Albuquerque e Jaqueline. Com a proximidade da estréia em Pequim, a ansiedade também cresce."Olimpíada é o sonho de qualquer atleta, e nós que estamos indo pela primeira vez, estamos ainda mais focadas, concentradas. Estamos correndo atrás e vamos dar o nosso máximo para conquistarmos um lugar no pódio em Pequim", afirmou a líbero Fabi.Quem vai pela segunda vez também não esconde a expectativa. É o caso de Valesquinha, que disputou as Olimpíadas de Atenas, há quatro anos."É sempre uma emoção. A Vila Olímpica vira realmente uma cidade. Temos um país inteiro torcendo por nós. Quando chegarmos lá, saberemos que é hora de jogar tudo o que a gente pode", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.