Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Seleção masculina bate China e fatura a 7ª vitória seguida na Liga das Nações

Após jogos difíceis, time de Renan Dal Zotto faz 3 sets a 0 e encerra terceira semana do torneio

Estadão Conteúdo

10 Junho 2018 | 10h34

Depois de enfrentar dificuldades nos últimos dois jogos, a seleção brasileira masculina de vôlei venceu com tranquilidade a China por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 27/25, na cidade de Ufa, na Rússia, no encerramento de sua participação na terceira semana da Liga das Nações.

+ Maior pontuador, Douglas celebra vitória sobre o Irã

+ Drussyla sofre fratura e desfalca seleção feminina

+ Confira mais notícias de Vôlei

O time comandado pelo técnico Renan Dal Zotto só encontrou dificuldades neste domingo no terceiro set, quando abusou dos erros e quase foi surpreendido. Com o resultado, a seleção acumulou a sétima vitória consecutiva na competição, sendo a oitava no total. Antes, o time havia batido Sérvia, Alemanha, Coreia do Sul, China, Estados Unidos, Rússia e Irã - perdeu somente para a Itália.

Com o resultado, o Brasil segue na segunda colocação da tabela, com os mesmos 23 pontos da líder Polônia, que leva vantagem nos critérios de desempate - média de sets.

Para o duelo deste domingo, Renan colocou Isac e o líbero Thales na equipe - Murilo não chegou a entrar em quadra. William, Wallace, Maurício Souza, Douglas e Maurício Borges completaram a equipe brasileira titular.

Com esta formação, a seleção fez um duelo parelho no início do primeiro set, mas passou a abrir vantagem ao fazer 11/10. Com superioridade em todos os fundamentos, o Brasil fez 14/11 e fechou a parcial em 25/20.

No segundo set, o Brasil teve ainda mais facilidade em quadra. Abriu 4/1 mas sofreu certa resistência do time chinês quando o rival virou o marcador para 11/10. A reação brasileira foi rápida e os comandados de Renan viraram para fechar a parcial em 25/19.

O último set do jogo teve bom começo brasileiro, que chegou a fazer 11/9 no placar. Mas, relaxado em razão da boa vantagem no duelo, o time nacional caiu de produção e levou a virada. Os erros deram um susto na seleção, que precisou se recuperar para empatar em 22/22. A vitória só veio depois de salvar um set point chinês.

O maior destaque do Brasil na partida foi Wallace, maior pontuador do confronto, com 21 acertos. Pelo time chinês, Chuan Jiang anotou 13 para ser o responsável por mais pontos na equipe.

A seleção masculina voltará à quadra na próxima semana, no dia 15, para enfrentar o Canadá, pela quarta semana da competição, em Varna, na Bulgária. Depois os adversários será França e a anfitriã Bulgária.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.