Divulgação
Divulgação

Seleção masculina de vôlei ganha o segundo amistoso contra os EUA

Impedido de disputar a Copa do Mundo, time faz 3 a 0 em San Diego

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2015 | 08h42

Impedida pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) de disputar a Copa do Mundo, sob a alegação de que já tem vaga na Olimpíada, a seleção brasileira masculina tem que se contentar em disputar amistosos. Na noite de terça-feira, fez o segundo jogo de uma excursão nos Estados Unidos. Em uma partida que só envolveu reservas, venceu os EUA por 3 sets a 0 (25/17, 25/22 e 25/22), na Universidade de San Diego.

Não só o técnico Bernardinho escalou um time praticamente todo reserva - a exceção foi Ricardo Lucarelli -, mas também a equipe comandada por John Speraw mudou completamente na comparação com o do primeiro amistoso, domingo à noite. E se aquele jogo foi até o tie-break, com vitória brasileira, desta vez os americanos deram pouco trabalho.

O oposto Renan Buiatti, gigante de 2,17m, atuou muito bem e anotou 17 pontos. Também foram escalados como titular os centrais Eder e Otávio, os ponteiros Lucas Loh e Lucarelli e o levantador Rapha. No último set, Bernardinho deu chance ao atacante Maurício. Mário Júnior atuou como líbero.

"Foi um ótimo jogo, bastante favorável ao nosso time. Fiquei feliz em estrear com a seleção nessa série de amistosos com uma vitória. Acho que sacamos muito bem e isso facilitou o nosso jogo. Eu estava tranquilo e o grupo facilita isso por ser unido. Com certeza, isso deixa os menos experientes, como eu, bem à vontade", comentou Otávio.

Os dois times voltam a se enfrentar nesta quarta-feira à noite, em Los Angeles. A série de amistosos será encerrada no sábado, em Irvine. Todos os jogos estão sendo realizados no estado da Califórnia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.