Divulgação
Divulgação

Seleção masculina de vôlei ganha o segundo amistoso contra os EUA

Impedido de disputar a Copa do Mundo, time faz 3 a 0 em San Diego

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2015 | 08h42

Impedida pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) de disputar a Copa do Mundo, sob a alegação de que já tem vaga na Olimpíada, a seleção brasileira masculina tem que se contentar em disputar amistosos. Na noite de terça-feira, fez o segundo jogo de uma excursão nos Estados Unidos. Em uma partida que só envolveu reservas, venceu os EUA por 3 sets a 0 (25/17, 25/22 e 25/22), na Universidade de San Diego.

Não só o técnico Bernardinho escalou um time praticamente todo reserva - a exceção foi Ricardo Lucarelli -, mas também a equipe comandada por John Speraw mudou completamente na comparação com o do primeiro amistoso, domingo à noite. E se aquele jogo foi até o tie-break, com vitória brasileira, desta vez os americanos deram pouco trabalho.

O oposto Renan Buiatti, gigante de 2,17m, atuou muito bem e anotou 17 pontos. Também foram escalados como titular os centrais Eder e Otávio, os ponteiros Lucas Loh e Lucarelli e o levantador Rapha. No último set, Bernardinho deu chance ao atacante Maurício. Mário Júnior atuou como líbero.

"Foi um ótimo jogo, bastante favorável ao nosso time. Fiquei feliz em estrear com a seleção nessa série de amistosos com uma vitória. Acho que sacamos muito bem e isso facilitou o nosso jogo. Eu estava tranquilo e o grupo facilita isso por ser unido. Com certeza, isso deixa os menos experientes, como eu, bem à vontade", comentou Otávio.

Os dois times voltam a se enfrentar nesta quarta-feira à noite, em Los Angeles. A série de amistosos será encerrada no sábado, em Irvine. Todos os jogos estão sendo realizados no estado da Califórnia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.