Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Seleção masculina perde set, mas vence Egito e lidera Copa do Mundo de vôlei

Equipe comandada por Renan Dal Zotto é a única, dentre as 12 participantes do torneio, que ainda está invicta na competição

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de outubro de 2019 | 09h34

A seleção brasileira masculina de vôlei perdeu seu primeiro set na Copa do Mundo, disputada no Japão, mas venceu o Egito nesta sexta-feira e agora lidera de forma isolada a tabela. O time comandado pelo técnico Renan Dal Zotto superou os egípcios por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 21/25, 25/19 e 25/22.

Única das 12 equipes da competição que ainda não perdeu, a seleção brasileira soma agora nove pontos e sustenta a primeira posição de forma isolada. Os Estados Unidos ocupam a vice-liderança, com sete pontos. E a Polônia vem logo atrás, com seis, empatada em pontos com o Egito, quarto colocado.

Nesta sexta, Renan repetiu a escalação dos dois primeiros jogos da seleção - vitórias sobre Canadá e Austrália. A equipe nacional começou a partida com Lucarelli, Lucão, Leal, Alan, Maurício Souza, Bruninho e o líbero Thales. Ao longo da partida, o técnico colocou em quadra Fernando Cachopa, Maurício Borges, Flávio, Douglas e Felipe Roque.

O duelo entre brasileiros e egípcios começou equilibrado na cidade de Nagano. O Egito chegou a fazer 8/7 no placar do primeiro set, mas o Brasil reagiu rapidamente e virou para 20/13, antes de fechar a parcial. O segundo set teve roteiro semelhante, mas desta vez a seleção brasileira não conseguiu se impor nos pontos finais.

Depois do empate do Egito, o Brasil voltou a se impor em quadra no início do terceiro set. Mais sólido, o time brasileiro abriu 8/5 e foi ampliando a vantagem até fechar a parcial e voltar a liderar o marcador do jogo.

O quarto set foi o mais equilibrado do confronto. Mesmo saindo na frente, o Brasil sofreu a pressão do Egito, que não deixava os brasileiros deslancharem na partida. O equilíbrio se manteve até o time de Renan selar a vitória com um belo ponto de Leal.

Não por acaso, o cubano naturalizado brasileiro foi o maior pontuador do jogo, com 22 acertos. Alan, que vinha sendo o maior destaque individual da equipe na competição, contribuiu com 20. Do lado egípcio, o maior pontuador foi Ahmed Abdelhay, com 12 pontos.

O Brasil volta à quadra neste sábado, novamente em Nagano, para enfrentar a Rússia. A partida está marcada para as 2 horas da madrugada (horário de Brasília).

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.