Sérvia bate Rússia e enfrenta EUA na final da Liga Mundial

Contando com o apoio da torcida no Maracanãzinho, sérvios vencem russos por 3 sets a 0

EFE

26 de julho de 2008 | 15h02

Com o apoio da torcida carioca, a Sérvia venceu a Rússia por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/19 e 25/23, e garantiu uma vaga na final deste domingo da Liga Mundial de vôlei, contra os Estados Unidos - que passaram pelo Brasil na outra semifinal.   Os líderes do Grupo F da fase final foram superiores à Rússia no primeiro set e chegaram a abrir 5 a 1. O placar fez com que o técnico russo Ruslan Olikhver pedisse tempo, mas a tônica do jogo não mudou.   Sem dificuldades, a Sérvia fechou o set vencendo por 25 a 19, após um ataque de Ivan Miljkovic, seu destaque na partida.   Na volta do intervalo, os russos chegaram a oferecer um pouco de perigo, mas não conseguia encostar no placar. Os sérvios fizeram muito bem o trabalho na defesa e continuaram dominando.   Além disso, a equipe da Sérvia contava com a simpatia do público no Maracanãzinho. Os reservas retribuíram o apoio saudando a torcida a cada vez que faziam o aquecimento.   Já na quadra, o ponto de saque de Bjelica, que fez 12 a 6, foi um dos lances que recebeu fortes aplausos. A equipe fechou o set com um ataque de Marko Samardzic e deu a impressão de que estava com a vaga nas mãos.   Entretanto, os russos voltaram melhor do intervalo e chegaram a abrir 4 a 1. O técnico sérvio Milan Vujacic solicitou tempo e seus comandados se reencontraram na partida, marcando três pontos.   Mas a Rússia não parecia disposta a se entregar e voltou a pontuar, abrindo 8 a 4 antes da parada técnica. Liderada por Miljkovic, a Sérvia cresceu novamente e também contou com os erros de ataque adversário para equilibrar a partida.   O mesmo Miljkovic conseguiu o set point com um ace, enquanto uma falha dos russos definiu a partida. Neste domingo, a Rússia vai pegar o Brasil às 9h30 de Brasília para decidir o terceiro lugar. Já às 12h30, Sérvia e EUA lutarão pelo título.   Ficha técnica: Sérvia: Bjelica, Janic, Grbic, Nikic, Miljkovic, Podrascanin e Samardzic (líbero). Entraram: Bojovic e Kovacevic.   Rússia: Grankin, Kosarev, Tetyukhin, Volkov, Kuleshov, Mihaylov e Verbov (líbero). Entraram: Khamuttskikh, Berezhko e Ostapenko.   Árbitros: Ning Wang (CHN) e Rolando Cholakian (ARG).

Tudo o que sabemos sobre:
Liga Mundial de vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.