Sesi bate Cimed e sobe para 3.º na Superliga Masculina

Equipe paulista ganha do rival de Florianópolis por 3 sets a 1; Murilo e Thiago Barth foram os destaques do jogo

AE, Agencia Estado

27 de fevereiro de 2010 | 16h53

O Sesi (SP) foi até Florianópolis e conseguiu, neste sábado, um importante resultado na Superliga Masculina de vôlei. Pela sétima rodada do segundo turno, a equipe paulista se impôs em quadra e derrotou o Cimed/Malwee (SC) por 3 sets a 1, no ginásio Capoeirão. As parciais foram de 20/25, 25/20, 25/16 e 25/15.

Com o triunfo, o sétimo de forma consecutiva, o Sesi assumiu temporariamente a terceira posição no campeonato com 40 pontos - 17 vitórias e seis derrotas. Já o Cimed chega ao primeiro lugar, com 43 pontos - um a mais que o Sada Cruzeiro (MG) -, mas com uma partida a mais.

O ponteiro Murilo e o meio-de-rede Thiago Barth, do Sesi, foram os maiores pontuadores do confronto, com 14 acertos cada. Sidão e Léo, também do Sesi, marcaram 13 pontos.

"Passamos por momentos bem complicados no final do primeiro turno. A equipe é experiente e refletiu bastante sobre isso. Treinamos muito e o resultado vem sendo alcançado. Passamos a jogar muito bem no segundo turno e, hoje (sábado), conseguimos mais essa vitória importante", afirmou Giovane Gávio, técnico do Sesi.

Muito diferente daquele time que acua seus adversário dentro do Capoeirão, o Cimed não conseguiu reagir ao bom jogo do Sesi. O resultado acabou sendo negativo, mas serve para o futuro. "Estivemos longe de jogar como estamos acostumados. Não fizemos um bom jogo e sabemos disso. Sofremos com a marcação forte do bloqueio do Sesi e não conseguimos reagir. Isso não pode acontecer, mas serve como aprendizado. É seguir em frente, corrigindo os erros", disse o oposto Bob.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga MasculinaCimedSesi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.