Sesi bate Osasco, quebra tabu e disputa final da Superliga contra Unilever

Equipe da Grande São Paulo se classificava para a decisão em todos os anos desde 2002

O Estado de S. Paulo

19 Abril 2014 | 12h59

SÃO PAULO - O Sesi conseguiu um feito histórico no vôlei feminino. A equipe paulistana bateu o Osasco por 3 sets a 2 neste sábado e fará a final da Superliga contra o Unilever, encerrando uma sequência de nove finais seguidas entre Osasco e o time carioca.

O jogo foi muito disputado desde o seu início, visto que o primeiro ponto do jogo veio depois de um rali de mais de 30 segundos, mas com o Osasco, que chegou até a fase semifinal invicto na competição, sempre na frente do placar. O panorama se manteve até o fim do primeiro set, que terminou em 21 a 19. Na segunda parcial, o Sesi começou melhor e, com muitos pontos de bloqueio da dupla Fabiana e Bia, abriu vantagem logo no início do set e manteve até o fim, fechando com um 21 a 16.

Na sequência, porém, o Osasco voltou a se destacar, principalmente graças a Sheila, em dia inspirado e não teve dificuldades para fechar o set em 21 a 8. A situação se manteve para o início do quarto set e o Osasco estava sempre na frente. Na hora que podia fechar o set e o jogo, porém, a equipe encontrou dificuldades e, depois de ter a chance de fechar o jogo, tomou a virada e perdeu por 22 a 20.

No quinto e decisivo set, a tensão tomou conta do ginásio do Sesi e os dois times se alternaram na liderança do placar. O Osasco novamente teve a chance de fechar o jogo, mas novamente vacilou e permitiu a virada do Sesi, que fechou o set em 17 a 15 e o jogo em 3 sets a 2.

Como já havia vencido o primeiro jogo, na última semana, a equipe paulistana fechou a série melhor de três em 2 a 0 e tirou o Osasco da final, algo que não acontecia desde 2002. O próximo compromisso é contra o Unilever, no próximo domingo, pela grande final da Superliga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.