Divulgação
Divulgação

Sheilla acredita que São Caetano pode surpreender o Finasa

Equipes se enfrentam na semifinal da Superliga feminina e fazem clássico com sete campeãs olímpicas em quadra

Redação,

31 de março de 2009 | 19h58

O São Caetano/Blausiegel (SP) chegou sem encantar até a semifinal da Superliga feminina de vôlei. Agora, disputa contra a forte equipe do Finasa/Osasco (SP) uma vaga na grande final da competição. O primeiro jogo da série melhor-de-três será em Osasco, no próximo sábado, a partir das 19 horas.

Nesta nova fase da competição, Sheilla, campeã olímpica com a seleção brasileira nos Jogos de Pequim, acredita que tudo pode ser diferente.

"Quando entramos em um playoff, disputamos um novo campeonato. Os times entram zerados e tudo que foi feito fica para trás. Mesmo que o retrospecto seja favorável a elas, nós podemos mudar essa história a partir de agora. Por isso, agora é o momento em que todo mundo tem que se doar ainda mais e jogar o melhor possível, pois é uma fase de mata-mata", declarou a oposta.

Sheilla é até o momento a maior pontuadora da Superliga, com 374 bolas colocadas no chão. Mesmo assim, não conseguiu evitar as duas derrotas do São Caetano para o Finasa na fase classificatória da Superliga.

"Crescemos muito nas três últimas semanas e isso é muito positivo para a próxima fase do campeonato. Fizemos uma boa série contra o Mackenzie pelas quartas-de-final e isso nos deixou com mais garra ainda para continuar evoluindo e chegar a final", garantiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.