Divulgação
Divulgação

Stacy deixa hospital nos EUA e visita seleção de vôlei

Norte-americana passou 36 dias internada após o acidente com o ônibus do Vôlei Futuro

AE, Agência Estado

20 de maio de 2011 | 11h09

ANAHEIM - A norte-americana Stacy Sykora deixou o hospital em que estava internada nos Estados Unidos nesta quinta-feira, 36 dias após o acidente com o ônibus do Vôlei Futuro, que chegava a Osasco para disputar a semifinal da Superliga contra o time da casa. A jogadora do time brasileiro dirigiu-se nesta sexta para o local onde a seleção feminina do seu país treinava, em Anaheim.

Stacy já havia ficado 26 dias internada no Brasil antes de viajar à Califórnia para seguir seu tratamento no hospital Casa Colina. Ao rever suas companheiras, a melhor líbero do mundo em 2010 não escondeu a emoção.

"Poder vir aqui e rever minhas companheiras, que são minha família, minhas irmãs, pessoas que eu amo até a morte, é muito bom. Voltar para a minha família, minha vida e tudo que eu já conheço tem sido incrível. Quando se sofre uma lesão grave assim, tudo significa mais quando você se recupera", declarou Stacy ao site da Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

O acidente, ocorrido no dia 12 de abril, causou apenas ferimentos leves nas jogadoras do Vôlei Futuro, menos em Stacy, que com o impacto acabou sofrendo um traumatismo crânioencefálico e uma hemorragia intracraniana. A norte-americana precisará seguir realizando tratamento, mesmo após ter deixado o hospital.

"Não vamos acelerar nada. Me sinto bem fisicamente. Hoje (sexta-feira) fui à sala de musculação e fiz um pouco de condicionamento, porque eu posso. Na verdade, já estava trabalhando no hospital, antes de ser liberada", revelou.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiStacy Sykoraacidentelesão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.