Superliga: Cimed bate São Bernardo e mantém invencibilidade

Em partida complicada, time catarinense vence por 3 a 2 no ABC paulista e chega à décima vitória em 10 jogos

Rafael Vergueiro, estadão.com.br

10 de dezembro de 2008 | 22h31

O Santander/São Bernardo quase conseguiu na noite desta quarta-feira quebrar a invencibilidade do Cimed/Brasil Telecom (SC) na Superliga masculina de vôlei. Jogando em casa, no ginásio Poliesportivo, a equipe chegou a ter boa vantagem no marcador, mas foi superada por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 12/25, 27/29, 25/22 e 15/12.  "Faltou um pouco de atitude, principalmente no tie-break, mas sabíamos que seria um jogo bem difícil", lamentou o líbero Serginho, detentor de duas medalhas olímpicas com a seleção brasileira (ouro em Atenas e prata em Pequim/2008). "Eles conseguiram jogar com paciência e levaram a vitória. A partida desta quarta foi marcada pelo equilíbrio. O time de Florianópolis teve muito trabalho para chegar a décima vitória em 10 jogos. Uma queda de luz atrasou o início do confronto, que mesmo assim teve um primeiro set muito disputado. No fim, prevaleceu o entrosamento dos visitantes. Já no segundo set, com o apoio das cerca de 400 pessoas que compareceram ao ginásio, o time do ABC paulista teve uma excelente atuação e não deu qualquer chance para o adversário. Com grande atuação do oposto Bob, que colocou praticamente todas as bolas no chão, os paulistas fecharam em 25 a 12. Já o terceiro set foi o mais equilibrado do jogo. Após abrir seis pontos de vantagem, o Cimed vacilou e permitiu a reação dos mandantes. A parcial foi disputada ponto a ponto e Serginho dava um verdadeiro show na defesa. Empurrado pelos torcedores, o Santander/São Bernardo ganhou por 29 a 27. Em desvantagem no marcador, o Cimed mostrou nos dois sets seguintes porque é o atual campeão da Superliga e vencedor do primeiro turno. O bloqueio funcionou muito bem o meio-de-rede Lucão, eleito pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) o melhor em quadra, não deu chances para a equipe da casa com seus potentes ataques. Apesar disso, ele fez questão de ressalta a força do conjunto dos catarinenses. "Nosso grupo é muito forte, hoje precisou entrar quase todo mundo em quadra e nós mantivemos o mesmo nível", declarou. Após a vitória por 25 a 22 no quarto set, o Cimed mostrou mais tranqüilidade no set desempate para garantir mais um triunfo, com um 15 a 12 na parcial decisiva. A equipe é líder da Superliga com 20 pontos, enquanto o São Bernardo tem 14 (cinco triunfos e quatro resultados negativos) e ocupa apenas uma posição intermediária na tabela.OUTROS JOGOSTambém nesta quarta-feira, o Vivo/Minas (MG) garantiu a vice-liderança na classificação geral ao derrotar o Sada Vôlei/Betim (MG) por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 20/25, 17/25, 25/22 e 15/12, em Belo Horizonte. Já o Tigre/Unisul/Joinville (SC) também manteve a posição ao bater o Ulbra/Suzano (SP) por 3 a 2 - 15/25, 25/19, 25/19, 20/25 e 15/11. A equipe catarinense ocupa a quarta colocação da classificação geral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.