JF Diorio/ Estadão
JF Diorio/ Estadão

Superliga Feminina mantém ranking e Tifanny terá pontuação máxima

Jogadora é um dos destaques da atual edição jogando por Bauru

Estadão Conteúdo

06 Março 2018 | 21h50

A Superliga Feminina de vôlei anunciou nesta terça-feira a manutenção do ranking das jogadoras para a próxima temporada. Como em 2017/2018, em 2018/2019 cada uma das equipes na competição poderá contar com no máximo duas atletas de sete pontos. A principal novidade é que Tifanny foi incluída neste seleto grupo.

+ Minas vence o Sesc-RJ e fatura o título do Sul-Americano Feminino de Clubes

A definição aconteceu em reunião realizada nesta terça na sede da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em São Paulo. Estiveram reunidos representantes dos 10 clubes da Superliga, além do presidente da Comissão de Atletas, André Heller, da bicampeã olímpica, Sheilla, como convidada, e de dirigentes da CBV.

Nesta reunião, foi definida a entrada de Tifanny no grupo das atletas de sete pontos. Ela se junta à levantadora Dani Lins, às centrais Fabiana e Thaisa, às ponteiras Fernanda Garay, Gabriela Guimarães e Natália e à oposto/ponteira Tandara, enquanto a ponteira Jaqueline e a oposto Sheilla deixaram a lista.

A oposto Tifanny é a grande destaque de Bauru na temporada 2017/2018 da Superliga e se colocou entre as principais atletas da competição, na qual tem a melhor média de pontos.

Além da manutenção do ranking, a Superliga seguirá tendo o limite de duas atletas estrangeiras por time na próxima temporada. No dia 20 de março, será a vez da competição masculina ter as regras estabelecidas em nova reunião na CBV.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.