Tali: com o coração no Oriente Médio

As notícias na internet, lidas, de preferência, em russo - sua língua natal - mantêm a israelense de origem ucraniana Tatiana Shaposhnikov informada sobre os conflitos no Oriente Médio. A preocupação de Tali, como é chamada a atacante de ponta de 1,83 metro e 25 anos, é grande. A jogadora está no Brasil há três semanas - deve estrear no vôlei nacional no fim de semana, pelo Rexona, do Paraná, no Grand Prix -, mas seus familiares moram em Israel. Tali, que nasceu na cidade ucriana de Odessa, se considera israelense - foi capitã e jogou pela seleção de vôlei daquele país entre 1994 e 1996. Se não encontra notícias em russo, procura em hebraico, língua que também fala, além de inglês e italiano.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.