Talita quer título inédito em Alagoas no vôlei de praia

Ao lado da parceira Renata, ela luta nesta semana pela conquista da 13.ª etapa do Circuito Brasileiro

Redação,

21 de outubro de 2008 | 20h58

Talita nasceu em Aquidauana (MS), mas considera Maceió sua casa. Afinal, ela se mudou aos 10 anos de idade para a capital alagoana e foi lá que começou a jogar vôlei de praia, esporte que se transformou em profissão e lhe permitiu realizar um grande sonho disputar os Jogos Olímpicos (foi quarta colocada ao lado de Renata em Pequim/2008).Veja também:Emanuel luta para ser campeão mais uma vez no BrasilDe volta à capital alagoana pela primeira vez desde Pequim, Talita espera quebrar mais uma marca em sua carreira na 13.ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 2008: conquistar, pela primeira vez, um título em Maceió.Aos 26 anos de idade, Talita nunca sequer chegou a uma decisão na etapa alagoana do Circuito. Os melhores resultados que ela acumula são as quartas colocações obtidas em 2005 e 2006, ao lado de sua atual parceira, a carioca Renata. No ano passado, a dupla terminou em quinto lugar."Não nasci em Maceió, mas me sinto em casa, afinal foi onde tudo começou para mim. É sempre uma grande alegria jogar nas Alagoas. Renata e eu não tivemos um bom resultado em Camaçari (BA), então vamos em busca do título em Maceió. Tenho muitos amigos no Estado que torcem bastante por mim. Quero vencer para dar este presente a eles", diz Talita.EXCELENTE TEMPORADAConquistar um título em casa seria mais um resultado importante para Tailta em uma temporada que vem se mostrando bastante especial. No começo do ano, a alagoana foi coroada Rainha da Praia brasileira e, ao lado da carioca Renata, venceu o Desafio das Rainhas contra a campeã olímpica Misty May, rainha da praia nos Estados Unidos, e Nicole Branagh.No meio do ano, veio a mais importante conquista: a vaga nos Jogos Olímpicos de Pequim, coroada com a quarta colocação obtida na mais importante competição do vôlei de praia internacional.Mais do que um título em casa, a conquista em Alagoas pode representar a entrada de vez da dupla na briga pelo título do Circuito Brasileiro 2008."É o ano mais importante da minha carreira e felizmente consegui conquistar várias coisas legais. Um titulo em Maceió seria como fechá-lo com chave de ouro. Estamos um pouco atrás de outras parcerias pois não disputamos uma etapa (Cáceres-MT), então precisaríamos contar com tropeços delas para ultrapassá-las. Mas, para isto, temos que fazer nossa parte", comenta.COMPETIÇÃOA etapa alagoana do Circuito Brasileiro terá início nesta quinta-feira, com o torneio qualifying, que classificará 16 parcerias (oito masculinas e oito femininas) para o torneio principal, que será iniciado na sexta-feira e se estenderá até domingo, quando acontecerão as finais e as disputas de terceiro lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.