Divulgação
Divulgação

Técnico diz que título do Sada Cruzeiro é 'mérito dos jogadores'

'Comprometimento deles é muito importante', diz Marcelo Mendez

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2015 | 16h46

O técnico Marcelo Mendez adotou o discurso humilde para comemorar o tricampeonato do Sada Cruzeiro na Superliga, conquistado neste domingo na vitória sobre o Sesi-SP por 3 sets a 1 (21/25, 25/19, 27/25 e 25/19), diante do ginásio Mineirinho lotado.

"Os jogadores são os principais protagonistas da partida. São fundamentais e as pessoas que dão o máximo. O comprometimento deles é muito importante para o clube, comissão técnica e para eles mesmos", destacou.

O ponteiro Leal, do Sada Cruzeiro, foi o personagem da decisão e ficou com o Troféu VivaVôlei, após ser eleito o melhor em quadra. O atacante cubano ainda foi o maior pontuador do confronto, com 21 pontos. O oposto Wallace também pontuou bem para os cruzeirenses, com 17. Pelo lado do Sesi-SP, o oposto Theo foi o maior pontuador, com 20 acertos. 

"Foi um grande jogo, o Sesi-SP tem grandes jogadores e conseguimos nos recuperar na partida depois de perdemos o primeiro set. É muito bom poder dizer que sou campeão. Fiquei muito feliz de ser eleito o melhor da partida, mas o melhor de tudo foi termos ganhado o título", afirmou Leal.

O central Éder comemorou seu sexto título em sete finais disputadas na Superliga. "É um aproveitamento considerável. Nosso time sempre foi de se destacar pelo conjunto e não por uma ou outra peça, e hoje foi tudo mundo ajudou de alguma forma. Eu, particularmente, ajudei no saque e no bloqueio e todo mundo se empenhou para conseguirmos mais um título", disse.

Pelo Sesi-SP, o ponteiro Murilo lamentou o resultado, mas elogiou o adversário. "Não houve uma situação só que fez a diferença. Foi o jogo forte do Cruzeiro, que tem boas armas. Suportamos bem, principalmente no primeiro set, depois tivemos uma grande chance no terceiro, mas não da para lamentar. Eles fizeram o que sabem, com um saque forte e uma rodagem de bola muito boa", elogiou Murilo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.