Técnico do Cimed diz que equipe não se sente pressionada

Marcos Pacheco afirma que time sabe do favoritismo e está tranquilo para a fase final da Superliga masculina

Redação,

15 de março de 2009 | 18h29

O Cimed/Brasil Telecom (SC) conquistou três dos quatro turnos e terminou como líder geral a fase classificatória da Superliga masculina de vôlei. Agora, nos playoffs decisivos do torneio, é o grande favorito para levantar a taça, mas diz não se sentir pressionado com o favoritismo.

"Desde o começo do campeonato, queríamos chegar em todas as finais: conseguimos. Vencemos três delas e, agora, para os playoffs, temos um outro objetivo: vencer a competição. Acredito que não nos sentiremos pressionados a partir deste momento. A pressão já vem desde o início da Superliga, já que somos os atuais campeões. Somos o time a ser batido desde o ano passado e isso não irá pesar para os jogadores", declarou o técnico Marcos Pacheco.

De acordo com o treinador, todos no grupo estão tranquilos para encarar este momento decisivo. "Sempre pensamos jogo a jogo. Não é discurso. Nossa metodologia de trabalho sempre foi assim. Entramos na fase final da competição e posso me dizer tranquilo, já que nosso dia a dia sempre foi de cobrança. O time sabe o que quer e irá buscar isso com muito trabalho".

Para o líbero da equipe, Mário Jr., estar focado deste o início da competição pode ser o diferencial do Cimed. "Quem diz que a Superliga começa agora está completamente enganado. Está valendo desde o início, no fim do ano passado e nós nos preparamos para atingir nossos objetivos passo a passo. Agora, na fase final, todos estarão focados na Cimed. Sabemos que não somos imbatíveis, mas estamos jogando para valer desde o início. Talvez este tenha sido o diferencial", assinalou.

O Cimed estreia nas quartas-de-final da Superliga no próximo sábado, às 20 horas, quando recebe o Fátima/UCS (RS), oitavo colocado na fase classificatória do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.