Divulgação/CBV
Divulgação/CBV

Unilever perde a 1.ª na Superliga, mas segue na ponta

Equipe do Rio de Janeiro cai diante do Pinheiros por 3 sets a 2; Osasco ganha do Macaé por 3 a 0

AE, Agencia Estado

04 de fevereiro de 2010 | 23h40

Única equipe invicta na Superliga feminina, a Unilever sofreu sua primeira derrota nesta quinta-feira. Jogando fora de casa, a equipe do técnico Bernardinho perdeu do Pinheiros/Mackenzie, campeão paulista, de virada, por 3 sets a 2, com parciais de 25/16, 25/22, 16/25, 22/25 e 11/15.

Apesar do revés, as cariocas seguem na liderança da tabela, com os mesmos 21 pontos do vice-líder Sollys/Osasco. A Unilever leva vantagem na média de sets. O Pinheiros/Mackenzie manteve a terceira colocação, também com 21, mas com média inferior.

"A partir do terceiro set, perdemos o foco. Jogamos mal, voltamos ao jogo, mas depois começamos a errar, demos muitos pontos para elas por erros nossos", afirmou a ponteira Érika, ao final da partida desta quinta.

A levantadora Camilla Adão atribuiu a primeira derrota à falta de concentração da equipe carioca. "Primeiro tiramos a equipe delas do jogo. Depois, colocamos de novo no jogo. Perder ou ganhar faz parte da competição. Temos de nos concentrar ao máximo e continuar treinando muito para corrigir as falhas".

Para Fabiana, capitã da equipe, a Unilever abusou dos erros no saque e no ataque. "Demos chance para que elas começassem a acertar, conseguissem encaixar o jogo, e não conseguimos reagir. A única coisa em que fomos bem foi o bloqueio. Não vamos poder vacilar tanto no próximo jogo, porque o Osasco também será um adversário difícil", declarou.

Na próxima rodada, a Unilever terá pela frente justamente as vice-líderes da tabela, em jogo novamente fora de casa. "Estamos saindo desses 3 a 2 desgastadas física e psicologicamente. O jeito é descansar e nos prepararmos para enfrentar o Osasco", pregou Érika.

A equipe de Osasco fez a lição de casa nesta quinta ao superar o Macaé Sports por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/20 e 25/15. As paulistas chegaram à décima vitória na Superliga, mesma soma da Unilever.

A rodada desta quinta também foi marcada pelo primeiro triunfo do Pauta/São José/SC, única equipe que ainda não tinha vencido na competição. Mesmo jogando fora de casa, as catarinenses superaram o Blausiegel/São Caetano por 3 sets a 0 - 25/22, 25/23, 22/25, 18/25 e 15/12.

Para o técnico Mauro Grasso, a derrota do São Caetano se deveu às ausências de Fofão e Natália. "Jogamos mal, sem confiança e as duas peças que estiveram fora fizeram muita falta. Foram duas ausências importantes, que o nosso time sentiu bastante", justificou.

Em São Bernardo, o time da casa caiu diante do Cativa/Opnnus por 3 sets a 1, com parciais de 25/14, 25/20, 17/25 e 25/16. Em Recife, o Sport/Banco BMG superou o Vôlei Futuro por 3 sets a 2, com parciais de 20/25, 25/22, 25/23, 20/25 e 16/14.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.